SOBRE SONHOS ANTIGOS

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019



Quando um novo ano se inicia, dentro de nós também nasce um burburinho de expectativa, de ansiedade e de esperança para as novas coisas que o ano novo pode ou não trazer.

Isso me faz lembrar da sensação de sonhas  novas coisas, de se desafiar e redescobrir-se em novas aventuras que farão sua vida caminhar pra frente. Apesar de os nossos sonhos brotarem inevitavelmente dentro de nós, não posso me esquecer dos sonhos antigos.

Constantemente, quando nos desapontamos com nossos sonhos, quando nossas expectativas são frustradas e tudo o que imaginamos desmorona devagar, achamos que o certo a se fazer é deixar ir. Deixar para lá. Desistir.

Sonhos antigos que nos fazem lembrar de momentos, de pessoas, de quem desejamos ser. Sonhos antigos que não devem ser esquecidos do lado de fora, que valem a pena ser sonhados e esperados ainda mais com força do que na primeira vez que tentamos. Sonhos antigos que devem ser tirados da gaveta, do espaço de frustração e levados para frente, ainda mais em foco do que os novos sonhos.

Não deixe para lá, já pensou que esse sonho esquecido pode ser a mudança que você espera em sua vida? A reviravolta que vai fazer tudo mudar? Dê mais uma, duas, mil chances, sempre vale a pena lutar. Agora. E perpetuamente.

Nenhum comentário

Postar um comentário