Relendo As Crônicas de Nárnia: O SOBRINHO DO MAGO

quarta-feira, 18 de abril de 2018


" Quando as coisas vão mal, parece que vão de mal a pior durante certo tempo; mas quando começam a ir bem, parecem cada vez melhores."

Página 96


Sobre o livro:

A aventura começa quando Digory e Polly vão parar no gabinete secreto do excêntrico tio André. Ludibriada por ele, Polly toca o anel mágico e desaparece. Digory, aterrorizado, decide partir imediatamente em busca da amiga no Outro Mundo. 


Hoje começamos com o projeto de releitura de As Crônicas de Nárnia, e vou comentar com vocês sobre a primeira crônica O Sobrinho do Mago.As Crônicas de Nárnia foram escritas pelo autor C. S. Lewis por volta de 1950 e até hoje são histórias que encantam as pessoas e seus leitores

Foi uma experiência realmente incrível poder voltar a esse mundo que sou tão apaixonada depois de 4 anos quando li pela primeira vez, e tenho certeza que a leitura de todas as outras será tão boa quanto essa aqui.

Focando agora em O Sobrinho do Mago, é uma das minhas favoritas, pois além de ser o inicio de toda a história, ela está interligada com diversas coisas que acontecem nas outras. A versão que estou lendo, as crônicas foram organizadas em ordem cronológica o que nos dá uma dimensão maior e facilita para entender como as coisas foram organizadas. É interessante lembrar, que a ordem de publicação é diferente da cronológica, mas acho que essa é a melhor organização de leitura.


" Pois o que você ouve e vê depende do lugar em que se coloca, como depende também de quem você é."

Página 69

Essa é uma crônica cheia de aventura, e talvez uma das que mais revelam segredos que nos faz entender a história, é uma crônica rápida, mas bem completa, com personagens engraçados e que refletem de alguma forma nossas fraquezas, conflitos e dúvidas.

C.S Lewis é conhecido por seus trabalhos envolvendo a apologia cristã, e realmente encontramos isso nas histórias, algumas mais que outras. No caso de O Sobrinho do Mago, embora de maneira sutil e nada direto, reconhecemos muitas coisas e fazemos uma ligação instantânea (se você é cristão, assim como eu, é bem mais fácil de ver), no entanto, a história não perde sua magia, porque sim, tem apologia cristã, mas também tem magia, anões, faunos, bichos falantes e encantamento a cada página.

Essa primeira história nos leva a relembrar o que é ter esperança e acreditar nas coisas sem olhar nossas circunstâncias, nos faz rever a fé e focar no que é importante, sem nunca deixar de ser quem somos.

Temos muita história pela frente e espero que vocês curtam tanto quanto eu! Já leram ou estão relendo comigo? Conta para mim como foi as impressões de vocês :)

Nenhum comentário

Postar um comentário