EXTRAORDINÁRIO: o FILME que é tão bom quanto o LIVRO

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018


Li Extraordinário em 2016 e foi uma experiência linda e gratificante. O livro nos ensina tantas coisas sobre gentileza e debate o bullying de forma tão sutil que não tem como você ler e não sentir que é um livro diferente e especial. Mas, de maneira surpreendente a adaptação me trouxe emoções e sensações tão reais que sem sombra de dúvidas foi uma das melhores que já assisti.

Os dois trazem a mesma mensagem forte e importante, mas o filme conseguiu ser mas emocionante do que o livro, e olha que isso é bem difícil de acontecer, mas que prova que fizeram um trabalho muito bem feito na adaptação e escolha de personagens.

Os atores escolhidos para viver cada um dos personagens, sejam os protagonistas ou personagens secundários foram muito bem escolhidos. Todos cheios de emoções reais e interpretações que não deixaram a desejar e que entregaram ao filme toda a verdade com que os personagens no livro são construídos. 



O trabalho que fizeram para a deformidade do rosto no Auggie foi bem satisfatória e acho que eles não poderiam ter feito melhor, sem contar que a atuação do ator foi fantástica comprando o talento que ele já tem assim tão jovem. Fez um trabalho tão bom quanto em O quarto de Jack.

A fotografia do filme está linda, assim como a trilha sonora, ambas combinaram de criaram uma sintonia e uma esfera muito boa para o filme, dosando as cores e músicas dependendo das cenas e momentos chaves do filme.

Eu adorei o filme e chorei horrores, se você leu o livro e amou, vale muito a pena conferir a adaptação, se não leu  e só quer assistir, também vale muito a pena! Recomendo muito  o filme, assim como o livro. É aquela história que você termina respirando fundo e falando: " é isso!" 

Nenhum comentário

Postar um comentário