EXTRAORDINÁRIO: o FILME que é tão bom quanto o LIVRO

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018


Li Extraordinário em 2016 e foi uma experiência linda e gratificante. O livro nos ensina tantas coisas sobre gentileza e debate o bullying de forma tão sutil que não tem como você ler e não sentir que é um livro diferente e especial. Mas, de maneira surpreendente a adaptação me trouxe emoções e sensações tão reais que sem sombra de dúvidas foi uma das melhores que já assisti.

Os dois trazem a mesma mensagem forte e importante, mas o filme conseguiu ser mas emocionante do que o livro, e olha que isso é bem difícil de acontecer, mas que prova que fizeram um trabalho muito bem feito na adaptação e escolha de personagens.

Os atores escolhidos para viver cada um dos personagens, sejam os protagonistas ou personagens secundários foram muito bem escolhidos. Todos cheios de emoções reais e interpretações que não deixaram a desejar e que entregaram ao filme toda a verdade com que os personagens no livro são construídos. 



O trabalho que fizeram para a deformidade do rosto no Auggie foi bem satisfatória e acho que eles não poderiam ter feito melhor, sem contar que a atuação do ator foi fantástica comprando o talento que ele já tem assim tão jovem. Fez um trabalho tão bom quanto em O quarto de Jack.

A fotografia do filme está linda, assim como a trilha sonora, ambas combinaram de criaram uma sintonia e uma esfera muito boa para o filme, dosando as cores e músicas dependendo das cenas e momentos chaves do filme.

Eu adorei o filme e chorei horrores, se você leu o livro e amou, vale muito a pena conferir a adaptação, se não leu  e só quer assistir, também vale muito a pena! Recomendo muito  o filme, assim como o livro. É aquela história que você termina respirando fundo e falando: " é isso!" 

CRÔNICA: SEUS SONHOS ATRAVÉS DE OUTRO OLHAR

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018


Diferente do que todos acham, sonhar é um ato de coragem. Permitir que seu coração e toda a sua vida se encha de um sonho é um passo no escuro. Um salto sem segurança, que algumas pessoas nem ousam experimentar.

Como convencer alguém a sonhar? Como dizer que algo tão bom pode te frustrar também. Que pode trazer dias de pura empolgação, mas também decepcionar? Não temos garantia quando sonhamos. É uma compra sem nota, se quiser desistir, a única opção é jogar fora, não há devolução.

Esses dias pude ver meus sonhos por outros olhos. É doloroso. O brilho que era para ser seu, e que na verdade você nem repararia, reparei. É como se sua vez tivesse sido roubada, como se de alguma forma louca e torta a vida estivesse completamente errada e injusta. Esses outros olhos não tem culpa. Você vibra com eles. Mas por dentro, no lugar que você fica sozinho, você sente. 

Voltei para casa. Para a realidade. O mundo real em que seus sonhos estão à uma longa distância. A realidade brutal e sufocante que as vezes faz seu mundo parecer tão pesado. Tão errado. 

Deixei que os pensamentos voassem. Me distrai. Mas quando enfim, voltei a ficar só, respirei fundo, os pensamentos fixaram-se naqueles olhos. Em tantos deles. Fechei os olhos com força, a respiração ficou mais regular e agitada, segurei as lágrimas. Não nessa noite.Não hoje. E então, dormi. Quando acordei, tudo estava igual, até minha escolha de ser corajosa: eu continuaria sonhando. Um dia desses, alguém vai reparar esse brilho, e vai ser em meus olhos...

TBR- O que vou ler em Março?

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018



Oi gente, tudo bem com vocês? O mês de Fevereiro já está acabando e com isso o planejamento para o próximo mês já está a todo vapor. Desde Janeiro, criei o hábito de planejar as leituras que vou fazer ao longo do mês e até agora está dando certo. Por isso, decidi compartilhar com vocês quais serão os livros lidos em Março! Espero que gostem!

A minha TBR está bem completa e a única regra é tentar ler livros de mais de um gênero diferente, então temos: um clássico, uma fantasia, um livro cristão, romance e young adult. No mês passado, planejei as leituras, mas consegui superar a meta, vamos ver como vai ser esse mês! Agora chega de enrolação, vou colocar ai o nome e a sinopse do livro, separei seis livros, quatro físicos e dois ebooks! ;)




É ASSIM QUE ACABA- COLLEEN HOOVER

Lily nem sempre teve uma vida fácil, mas isso nunca a impediu de trabalhar arduamente para conquistar a vida tão sonhada. Ela percorreu um longo caminho desde a infância, em uma cidadezinha no Maine: se formou em marketing, mudou para Boston e abriu a própria loja. Então, quando se sente atraída por um lindo neurocirurgião chamado Ryle Kincaid, tudo parece perfeito demais para ser verdade. Ryle é confiante, teimoso, talvez até um pouco arrogante. Ele também é sensível, brilhante e se sente atraído por Lily. Porém, sua grande aversão a relacionamentos é perturbadora. Além de estar sobrecarregada com as questões sobre seu novo relacionamento, Lily não consegue tirar Atlas Corrigan da cabeça — seu primeiro amor e a ligação com o passado que ela deixou para trás. Ele era seu protetor, alguém com quem tinha grande afinidade. Quando Atlas reaparece de repente, tudo que Lily construiu com Ryle fica em risco. Com um livro ousado e extremamente pessoal, Colleen Hoover conta uma história arrasadora, mas também inovadora, que não tem medo de discutir temas como abuso e violência doméstica. Uma narrativa inesquecível sobre um amor que custa caro demais.


CORTE DE ASAS E RUÍNAS- SARAH J. MAAS

Como é uma continuação, nem vou colocar sinopse para não rolar spoiler pra ninguém!


SÓ ESCUTE- SARAH DESSEN


Ano passado, Annabel era a típica “garota que tem tudo” — inclusive era esse o papel que interpretava no comercial de uma loja de departamentos da cidade. Este ano, porém, ela é a garota que não tem nada: não tem mais a amizade de Sophie; não tem uma família feliz desde a descoberta do distúrbio alimentar de uma de suas irmãs; e não tem ninguém com quem passar a hora do almoço na escola. Até conhecer Owen Armstrong.
Alto, misterioso e obcecado por música, Owen é um garoto que vivia se metendo em brigas, mas agora está tentando mudar. Um de seus novos lemas é sempre falar a verdade, não importa qual seja, e jamais guardar ressentimentos.
Será que com a ajuda desse amigo inesperado Annabel vai conseguir encarar a verdade e enfrentar o que aconteceu na noite em que brigou com Sophie?


LUCÍOLA- JOSÉ DE ALENCAR

Numa festa da Corte, Paulo, recém-chegado ao Rio de Janeiro, defronta-se com a beleza de uma jovem dama. Ao cortejá-la, é zombado pelo amigo, pois ela é Lúcia, a mais bela e requisitada cortesã da cidade. Ainda que envergonhado por sua ingenuidade, Paulo não consegue tirar a imagem de Lúcia de sua mente. Repleto de ardilosas tramas amorosas, o romance de José de Alencar, inspirado em “A dama das camélias”, de Alexandre Dumas, traça um esboço da frivolidade da sociedade carioca do Segundo Reinado, marcada pela hipocrisia e pela promiscuidade.

O LIVRO DO AMANHÃ- CECELIA AHERN

Nascida no luxo, Tamara Goodwin, de 16 anos, nunca precisou olhar para o amanhã, até que a morte abrupta de seu pai deixa a ela e a sua mãe uma montanha de dívidas e as obriga a se mudarem para a casa dos tios de Tamara, em um vilarejo no interior. Solitária e entediada, a única diversão de Tamara é uma biblioteca itinerante. E ali, ela encontra um livro muito misterioso. 
Tamara vê inscrições com sua própria letra e datadas para o dia seguinte. Quando tudo acontece exatamente como o livro previa, ela percebe que pode ter encontrado a solução para seus problemas. No entanto, Tamara descobre que é melhor não virar algumas páginas e que, apesar de muito tentar, não pode mudar o destino.



OPORTUNIDADE- SILAS MALAFAIA

Não achei o registro desse livro no skoob, mas nas leituras do mês conto minhas impressões.



Era isso gente, espero que tenham gostado das escolhas! Conta pra mim o que você vai ler em março.



JANE AUSTEN: Apaixone-se por 1800!

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018




" Minha ideia de boa companhia, sr. Elliot, é a companhia de gente inteligente e bem informada, que sabe conversar; é isso que eu chamo de boa companhia."
  - Persuasão, pág 181


Ah Jane Austen! Que prazer foi conhecer as obras da autora e me apaixonar pela escrita, cenários e personagens tão bem construídos e reais. Realmente é uma experiência totalmente nova e empolgante ler histórias escritas e publicadas em 1800.

O meu primeiro contato com a autora foi através de Orgulho e Preconceito, publicado em 1813 sendo um dos livros mais aclamados e amado de Austen. Inclusive, assim que terminei a leitura, assisti a adaptação cinematográfica e indico muito! O filme está disponível na Netflix!

O livro conta a história de Elizabeth Bennet e o inesquecível sr. Darcy, e o enredo gira em torno de vários aspectos daquela época de forma divertida e irônica que só Jane sabe fazer. Ela sabe muito bem equilibrar romance e comédia, divertimento e seriedade de maneira genial, e embora não seja o meu favorito da autora é um livro muito bem escrito, e a melhor escolha para começar a ler as obras de Austen.



Quando pensei que já tinha conhecido o melhor de Jane Austen, li Persuasão. Imagine um livro extremamente bem escrito, porque assim como no outro, a escrita continua incrível, e extremamente romântico. Fiquei muito surpresa com a delicadeza e a força da história desse livro. Com personagens novamente marcantes, Jane constrói uma história que nos deixa de coração na mão a cada página virada.

O livro gira em torno da nossa protagonista Anne, que é considerada uma das mais moderadas de Jane, principalmente em contraste com Liz Bennet! 
Ele engrandece a durabilidade do amor quando tudo ao redor é turbulento, de forma sutil ele mostra com uma mulher pode passar por cima de tudo  em busca de sua felicidade.

E ainda posso ressaltar, que esse livro tem a carta de amor mais bem escrita que já li na vida! Chorei horrores e só de lembrar, sinto todas as emoções que vive no dia em que conheci essa história.


" Você trespassa a minha alma. Sou agonia e esperança."

Persuasão, pág 280



Além da experiência incrível de conhecer e se apaixonar por essas histórias, é muito maravilhoso ler algo escrito em 1800! Para mim essa foi uma das coisas mais empolgantes, e é por isso que quero ler todas as obras publicadas e também as obras inacabadas. Com certeza é uma das minhas autoras clássicas favoritas!

Essas edições maravilhosas são da Martin Claret e não vejo a hora de ter todos os livros da autora. Graças a Deus já tenho em mãos Razão e Sensibilidade, e já quero ler pra ontem, a única coisa que impede é não ter nada da autora para ler depois! Que impasse, rs! Mas, com certeza será uma leitura de 2018.

Recomendo muito gente, se você gosta de romance, livro de época ou quer conhecer uma narrativa fantástica, leia Jane Austen!




CRÔNICA: NÃO SE ANULE!!

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018



Às vezes nos sentimos tão fora dos trilhos, tão longe do esperado, que anulamos qualquer chance de algo novo acontecer com a gente. A vida é cheia de surpresas e nem sempre são aquelas que nos fazem sorrir. Às vezes será tudo aquilo que você jamais queria. Nem sempre o controle está nas suas mãos.

Em dias em que tudo se desfaz e a esperança se esvai você tem que procurar por algo que não te deixe ir também. É difícil se reconhecer em dias frustrantes, dias em que você sente que é vão e improdutivo. Dias em que não encontramos sentido, força ou qualquer coisa que nos leve para cima.

Coragem menina, menino. Coragem. A vida é frágil. Alguns tem a sorte de ter pessoas ao redor, cuidando para que nunca seja uma frustração, para que tenham todas as coisas raras que essa vida frágil pode oferecer, mas outras, outras tem que lutar por si mesmas, erguer a cabeça, respirar fundo e tentar manter-se em pé. Dia após dia. Noite após noite. Torcendo para que a fragilidade da vida seja um trampolim para coisas inimagináveis. Extraordinárias.

Nos dias escuros, não se anule. Você é mais do que a camada de fora. Tem força dentro de você. O que realmente importa é o tem dentro de nós. Então, não caia na fase de anulação. Se você está de mãos atadas agora, estagnado, longe dos planos mirabolantes que fez, não significa que não é nada. Tudo tem um tempo certo debaixo do céu. O Manual de Instruções mais famoso do mundo já nos alertou. No tempo certo, as coisas acontecem. Se encaixam. Realizam-se. Enquanto isso, cabe a você, maestro de sua própria vida, não destruir quem você é.

Enquanto seus sonhos ainda estão guardados em uma mão segura, continue dançando a dança da vida. A valsa não para nos dias tristes. Ela é incansável. Então, aproveite. A mesma mão que segura seus sonhos, em um dia que menos esperar, pegará suas duas mãos e entregará Ele mesmo aquilo que desejou. 

Até isso acontecer, aproveite a dança.

AS VERDADES DOLOROSAS EM CONFESSE da Colleen Hoover

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018


Sobre o Livro:

Auburn Reed perdeu tudo que era importante para ela. Na luta para reconstruir a vida destruída, ela se mantém focada em seus objetivos e não pode cometer nenhum erro. Mas ao entrar num estúdio de arte em Dallas à procura de emprego, Auburn não esperava encontrar o enigmático Owen Gentry, que lhe desperta uma intensa atração. Pela primeira vez, Auburn se vê correndo riscos e deixa o coração falar mais alto, até descobrir que Owen está encobrindo um enorme segredo. A importância do passado do artista ameaça acabar com tudo que Auburn mais ama, e a única maneira de reconstituir sua vida é mantendo Owen afastado.


Minhas Impressões:


Confesse é mais um dos livros tocantes, bem escritos e envolventes da Colleen Hoover. Para quem acompanha o  blog, sabe que ela é no momento minha autora favorita por diversos motivos. Inclusive, já fiz um post sobre as razões de ler os livros da autora.

Fiz essa leitura em 2017 e assim como os outros livros, tive sensações e muita emoção em cada página lida, cada personagem bem construído e claro, a escrita. A escrita dessa mulher é algo que eu gostaria de estudar a fundo. Parece que ela faz mágica com as palavras, tamanha facilidade que temos de nos envolver com suas histórias, porque não é somente a fluidez, mas também a intensidade e a escolha de palavras que permitem que a leitura seja uma experiência totalmente nova.

Como vemos na sinopse, temos dois protagonistas, e novamente Hoover explora o artifício de usar os dois pontos de vista para escrever a narrativa, o que nos possibilita conhecer e se envolver com os personagens, já que tanto um quanto o outro, é narrado em primeira pessoa.




O primeiro capítulo do livro, já te arranca milhões de lágrimas, e já começamos o livro sabendo que o sofrimento será grande. E foi. As descobertas e a trajetória dos personagens nos fazem ficar com a mão no coração em quase todo o livro, e isso é algo que fornece um presente ao leitor, porque realmente sentimos que aquela história é real.

O livro foi um dos melhores de 2017, mas mesmo assim achei alguns problemas que me impediram de achar que ele foi perfeito. A autora tem uma facilidade em criar histórias inovadoras que te surpreendem de forma positiva, e por mais que Confesse tenha essa proposta. algumas coisas foram previsíveis, e talvez pouco elaboradas. Os outros livros da autora, com toda certeza, carregam um grau maior em emoção e surpresas, por mais que encontremos isso em algumas partes do livro.

O maior diferencial do livro, e o que comprova a genialidade da autora, são as confissões. O protagonista masculino é um artista que pinta seus quadros a partir de confissões de pessoas. Essas confissões são as verdades obscuras que ninguém fala, e que escondem talvez por toda uma vida. Ele usa isso como inspiração para criar obras incríveis.
As confissões são um soco do estomago, e o que mais nos surpreende é que no começo do livro, a autora informa que as confissões são verdadeiras, enviadas por leitores e que inspiraram o livro. São extremamente dolorosas.

Mais um artifício que contribuí para o livro, são as fotos que seriam a representação dos quadros do protagonista, que trouxeram uma beleza e uma experiência ainda mais incrível à leitura.




" Às vezes, a gente não tem uma segunda chance, Owen. Às vezes, as coisas simplesmente acabam."
Página 183



As fotos acima são algumas das que encontramos no livro. São lindas e dolorosas. Toda vez que folheio o livro, sinto essas confissões gritarem dentro de mim. É incrível.

Enfim, livro incrível, totalmente recomendado, ainda que não seja meu preferido da vida. Um Caso Perdido ainda ocupa o espaço, quase alcançado por Novembro, 9 ( que ainda vou trazer resenha!). Estou com o novo livro dela aqui, e será uma das minhas leituras de Março. Pensa como o coração está, rs!

Leia Colleen Hoover, é uma experiência!


LEITURAS DE JANEIRO - 2018

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018



Oi gente, tudo bem com vocês? Sei que estamos no meio de Fevereiro, mas hoje vim trazer para vocês minhas impressões das minhas leituras do mês de Janeiro. Foi um mês bem produtivo, com leituras boas e outras não tão boas assim, contudo, toda leitura é válida! Espero que gostem das indicações. :D


A EXTRAORDINÁRIA GAROTA CHAMADA ESTRELA - Jerry Spinelli

O primeiro livro do ano na verdade foi uma leitura que não consegui terminar em 2017, e ficaram cerca de 30 páginas para concluir a história.
O livro é bem fluído, com uma narrativa bem característica que acaba destacando o livro e chamando bastante atenção. No geral, eu gostei do livro, ele nos traz uma protagonista toda irreverente, diferente de tudo que já vimos, e que acaba impactando a vida dos outros personagens. É bem legal acompanhar essa jornada, mas mesmo assim o livro não me encantou por completo, e achei que faltou alguma coisinha para torná-lo perfeito para mim. No entanto, a mensagem de que você deve fazer a diferença e aquilo que ama sem se importar com a opinião alheia, ficou reverberando dentro de mim.


MEUS DIAS COM VOCÊ - Clare Swatman

Meu primeiro romance de 2018 me decepcionou um pouco, estava cheia de expectativas, mas acabei esperando demais do livro. Novamente me deparei com uma escrita bem fácil e rápida, ainda mais porque o livro tem uma premissa que eu adoro: a oportunidade de voltar ao passado e mudar alguma coisa, para que no futuro as coisas mudem também. Amo livros que falem de segundas chances, mas esse realmente não me tocou. Mesmo com o drama da história, afinal a protagonista perde o marido em um acidente, e tem a chance de voltar nos dias cruciais da história deles e tentar mudar alguma coisa, o livro não causou nenhuma emoção em mim, o que resultou na minha perda de envolvimento com os personagens. Mesmo assim, consegui tirar algum proveito do livro, e acho que a coisa mais legal de se acompanhar realmente é embarcar e ver o casal se apaixonando ao longo dos dias que ela "revisita". Se você quer um romance engraçado, com uma jornada de descobrir como as pessoas se apaixonam, você vai gostar do livro, mas não espere emoção ou algo grandioso.



NA JORNADA COM CRISTO - Max Lucado

Quem me acompanha há mais tempo aqui no blog, sabe que eu amo o Max Lucado. Ele realmente tem uma escrita que para mim é quase poética, então começar a ler um livro dele é sempre uma experiência maravilhosa. Até esse livro. Acho que o problema nem foi a escrita do Max, mas como o livro é organizado e sua proposta. Na Jornada com Cristo, na verdade é um recorte de pequenas mensagens de vários livros do autor, e para mim isso não funcionou. É como se fosse um resumo e para mim ficou bem superficial, porque quando eu estava começando a curtir o tema do capitulo, ele acabava. Minha primeira decepção com os livros do Max não foi  sobre a escrita em si, mas sim com o formato em que o livro foi estruturado.


CORTE DE NÉVOA E FÚRIA- Sarah J. Maas

O favorito do mês e o responsável pelo meu súbito interesse por fantasia. Continuação de Corte de Espinhos e Rosas, o livro tem cerca de 650 páginas que te deixam extasiado. Eu não tinha curtido tanto assim o primeiro livro, mas esse aqui é incrível. Não posso falar muitas coisas, já que  é  uma continuação, mas posso afirmar que ele é muito bom. Cheio de reviravoltas, com uma escrita tão boa que chega a doer o coração algumas vezes. O final é um tiro e eu não vejo a hora de ler o próximo. Pelo segundo livro, recomendo que você dê uma chance a série!


MALDOSAS - Sara Shepard

O primeiro livro da série que deu origem a série de TV Pretty Little Liars, me conquistou bastante. Embora eu já tenha terminado PLL, foi uma experiência muito legal reencontrar aquelas personagens nas páginas de um livro. Eu adoro a série de TV, adoro a história, então era quase certo de que ia gostar do livro. E gostei. A série é bem longa, acho que tem uns 20 livros, então tenho uma jornada longa pela frente. Acho legal falar que o primeiro livro é basicamente, em uma versão bem detalhada e com outros acontecimentos, o que acontece no primeiro episódio da série. Enfim, pretendo com certeza continuar a ler os livros.


AMOR AMARGO - Jennifer Brown

Minha melhor segunda leitura do mês foi dolorosa, mas necessária. Esse é um daqueles livro que coloca a polêmica para discussão e nos faz refletir sobre os problemas que temos em nossa sociedade. É um livro jovem, mas que acho que todo mundo deveria ler. Ele fala sobre relacionamento abusivo, de uma forma sutil e ao mesmo tento chocante. Recomendo demais, assim como o outro livro da autora A Lista Negra.


ENTRE AS ESTRELAS - Katie Khan

Talvez a grande decepção do mês, esse livro tem uma premissa muito legal, mas que no geral, não funcionou. Com uma narrativa alternada dos nossos protagonistas no espaço, com 90 minutos de vida, já que houve um acidente e eles estão a cada minuto ficando sem oxigênio e outra parte em que conhecemos a história deles em um mundo utópico. Gosto muito de distopias e utopias, e acho que a autora realmente conseguiu construir um mundo muito bom, mas acho que essas histórias pedem por um viés político e não foi isso que aconteceu. A história é basicamente um romance em um mundo utópico e isso não funcionou. Ainda mais que não consegui acreditar nos personagens.Foi bem decepcionante, embora o mundo criado e todas as regras sejam muito bem estruturados.



 E foi isso minha gente, espero que tenham ficado interessados em alguma das indicações, foi um mês bom embora tenha os altos e baixos. O mês de Fevereiro também já está a todo vapor e no começo de Março já venho contar para vocês todas as outras leituras que já fiz!

Desejo bons livros ainda para esse finalzinho de mês! <3 Beijos!




O DOLOROSO AMOR AMARGO de Jennifer Brown

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018






Amor Amargo é um livro escrito pela incrível Jennifer Brown, autora de A Lista Negra, um dos melhores livros sobre bullying que já li. Por isso, estava super ansiosa para a leitura de um outro livro da autora, e já posso adiantar que não me decepcionei.

O livro tem como protagonista a Alex, aluna do último ano que sonha juntamente com seus dois melhores amigos com a viagem muito planejada para o  Colorado, até que Cole aparece e muda completamente a vida, ações e decisões da vida de Alex.

Assim como na outra obra da autora, esse livro é extremamente fluído, além de tratar com uma delicadeza incrível o tema da história: relacionamento abusivo.

Foi a primeira vez que li sobre  o tema e me senti muito conectada e impactada com a força da história, além do artificio da realidade brutal do tema, no qual ao decorrer das páginas você se depara de que isso é um problema social vivido por diversas pessoas em diversos lugares. É realmente doloroso a construção e o desenvolvimento da história.



É muito complicado abordar um tema tão delicado quanto relacionamento abusivo. Mas necessário. No final da obra, a autora fornece algumas informações muito relevantes acerca do tema. Pois, ao longo da história, alguns pensamentos como: " eu nunca passaria por isso", " eu nunca me submeteria  aquilo", passam recorrentes por nossa mente, e é exatamente isso que a autora nos instruí. Por diversos motivos, somente a vítima de um relacionamento assim pode por completo entender a sua situação. Não tem como alguém de fora definir ou argumentar sobre as ações dessa pessoa, porque só ela entende e pode medir aquele relacionamento. Lembrando, que relacionamento abusivo não é só físico, pode ser emocional, tanto de mulheres como vitima, quanto homens como vitima. 

Enfim, fica a minha recomendação para um livro doloroso, mas necessário. Com personagens detalhadamente bem construídos com profundidade e realidade. Amor Amargo é um daqueles livros que você precisa ler ao longo da vida, e indicar a todas as pessoas.