ESPECIAL DE NATAL: Estrela de Belém

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016


" Cantei porque é isso que eu faço quando estou feliz e quando estou triste. Cantei porque essa é a melhor versão possível de mim. Cantei porque, enquanto segurava a mão de tia Mary, eu não estava sozinha.

Cantei porque era Natal."


Página 313.

Chegamos ao penúltimo conto e parece que as coisas só melhoram! Ao longo desse especial, já li vários contos maravilhosos, outros ruim, ou até mesmo aqueles que não tiveram grande destaque. Mas, os últimos contos têm me surpreendido de forma espetacular, fazendo valer a pena a leitura do livro!

Ele foi escrito pela autora Ally Carter, e narra a história de uma garota que troca as passagens de avião com uma desconhecida e se vê forçada a fingir que é uma estudante de intercâmbio islandesa na pequena cidade de Bethlehem.

Outra vez me supreendi com a leveza do conto e a escrita tão fluida e gostasa, que deixa a leitura fácil e boa de se aproveitar. Adorei também a história, que é bem diferente de todas a outras, porque trouxe um mistério empolgante, e ao mesmo tempo um humor característico da época natalina, e isso fez com que a leitura se tornasse leve e instigante.

Esse conto fala sobre ser amado. Sobre ser e ter família. Ter pessoas ao seu lado que se importam com você, que olhe nos seus olhos e te reconheça. Ele tem a doce mensagem de união, força e amor, que tanto precisamos para seguir em frente, no centro de dias tão corridos como o nosso...

Nessa história, a protagonista precisou viajar quilômetros para encontrar o seu lar, seu ponto de paz e segurança. E voce, sabe onde fica o seu lar? ❤️

ESPECIAL DE NATAL: Bem-vindo a Christmas, Califórnia

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016


" Acho que, se encontrarmos a comida certa para nos conectarmos a um período mais feliz da nossa vida ou a uma versão mais feliz de nós mesmos, essa comida também pode nos ajudar a lembrar. Pode nos ajudar a voltar para onde estávamos quando éramos felizes. Isso pode mudar tudo."

Página 271.

Estamos na reta final do nosso Especial, e eu já estou morrendo de saudade! Mas, vamos aproveitar esses últimos dias para curtir mais um conto.

Chegamos a nossa décima história, escrita pela autora Kiersten White, que narra a transformação de Maria, habitante da minúscula e abandonada Christmas, quando ela conhece o novo cozinheiro da lanchonete de sua mãe.

Mais um contos dos quais adorei e que terminei com aquele sorriso no rosto. É tão bom quando lemos histórias que enchem nosso coração de alegria e nosso dia de esperança, e foi exatamente assim que me senti após a leitura. Ele é leve, cheio de personagens carismáticos e com uma história digna de estar em um livro natalino.

Adorei um personagem específico que faz toda a diferença na história, e ele é o tipo de pessoa que me lembrei que devo ser: otimista, preocupado com as pessoas, pronto para ajudar e inspirar outras pessoas a correr atras de seus sonhos. Ele, com toda certeza é o "espírito natalino" que as pessoas precisam nessa época do ano! <3

ESPECIAL DE NATAL: Baldes de cerveja e Menino Jesus

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016


" - Eu acho que - disse ela, passando o braço em volta do meu -, se deixamos um único acontecimento da nossa vida nos definir, tudo o que precisamso para mudar as coisas, se queremos mudar as coisas, é de outro acontecimento."

Página 241.

Oi gente, chegamos ao nono conto, que foi escrito pela Myra McEntire, uma linda surpresa, porque já adianto que adorei!


Ele narra a história de um adolescente de má reputação que se aproxima da filha de um pastor quando é obrigado a ajudar na encenação de Natal da igreja.

Esse é com certeza, um dos conto que mais tem cara de Natal que li desse livro! Além de eu ter amado a história ( que me lembrou muito Um Amor Para Recordar), mais uma vez me deparei com uma escrita leve e envolvente. Li o conto sem nem perceber, e quando acabou eu queria mais!

Ele é tipicamente o conto dessa época do ano, onde traz a mensagem que o Natal é o momento dos novos começos, de transformações e decisões que mudarão o rumo da nossa história. E o mais incrível, é que todas essas mensagens são passadas de forma absurdamente leves. Me peguei rindo e sorrindo várias vezes ao longo/curto da leitura.

Além disso, ele é mais um daqueles contos fofinhos que já passaram por aqui, e assim como no primeiro conto, Meias-Noites, terminei de ler com aquele sorriso bobo no rosto, rs!

Agora, estamos nos últimos dias de 2016, e não há nada melhor do que descobrir a possiblidade de novos começos, e é exatamente assim que esse conto me fez sentir! ❤️

ESPECIAL DE NATAL: Que diabo você fez, Sophie Roth?

terça-feira, 27 de dezembro de 2016


" Que diabo você fez, Sophie Roth?, pensou consigo mesma pela enésima vez. Mas agora foi diferente. Se ela tinha cometido um erro, havia tempo de consertá-lo. E, mais do que isso, ela estava ansiosa para isso."

Página 218.

O oitavo conto é escrito pela Gayle Forman, autora de Se eu Ficar, e narra as mudanças que a nova-iorquina Sophie vai enfrentar ao se mudar para uma universidade no interior do país. Lá, ela também terá que aprender a lidar com Russell, o único garoto do lugar que a compreende.

Acho que esse esse conto, foi o que menos teve pegada natalina e de fim de ano. A história fluiu como todas as outras, mas não trouxe aquele encantamento que muitas das outras me passou. Além disso, não consegui me conectar com os personagens tão profundamente, e isso me atrapalhou um pouco.

Mesmo assim, consegui tirar algumas reflexões bem legais que o conto traz ao longo de seu desenvolvimento.

Ele fala muito de aproveitar o momento que você está, mesmo que não seja aquilo que você planejava ou esperava, porque muitas vezes, pela oportunidade que você dá, a situação pode se transformar ao seu favor, e algo maior do que você imaginava pode ser criado. Achei essa mensagem muito legal, pois é assim que nos sentimos a maioria das vezes, quando nossos planos não seguem o caminho que traçamos...

Então aproveite o seu momento e o transforme naquilo que você quiser! ❤️

ESPECIAL DE NATAL: Krampuslauf

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016


"... Então talvez eu estivesse errada quanto às coisas que julguei não poder ter. Talvez fosse possível imaginar coisas melhores para mim. Talvez eu pudesse ter tudo, se quisesse.

Com o amanhecer de um ano novo no horizonte, resolvi exercer minha vontade no mundo."

Página 193.

O sétimo conto é escrito pela Holly Black, e a história é sobre ano-novo, o que é maravilhoso já que estamos na última semana de 2016!

No conto vemos uma festa de ano-novo em que um garoto fantasiado de Krampus, o companheiro do Papai Noel, muda todo o rumo da história.

Adorei começar a semana com esse conto, porque ele trouxe a leveza que devemos ter para um finzinho de ano. Assim como os outros, a leitura fluiu fácil, e na verdade acho que foi um dos contos mais engraçados até agora. Creio que esse era o objetivo da autora, porque ele não tem uma grande mensagem de reflexão, é mais como: aproveite a festa, brinque, viva intensamente!

Ele tem também alguns elementos mágicos supresa, o que foi bem engraçado, pelo jeito que foi inserido na história.

Os personagens secundários eram demais, assim como a protagonista, todos jovens, espirituosos e prontos para trasmitir o espírito de um novo ano!!!

E você, está preparado para o novo ano que virá? Aproveite a mensagem do conto e comece encarar com leveza e diversão! 😃

ESPECIAL DE NATAL: Papai Noel por um dia

domingo, 25 de dezembro de 2016


" Agora, aqui está Riley, naquela idade em que a casca delicada da infância está começando a rachar. Conheço todas as perguntas de loja de departamentos que eu poderia fazer a ela: " Você foi boazinha este ano? O que gostaria de ganhar do Papai Noel?" Mas não é isso que quero falar.

- Não pare de acreditar - digo."


Página 155.

Chegamos na metade do nosso Especial de Natal, bem nesse dia! E o meu desejo é que ele seja leve, cheio de esperança e amor. E como um presente, não iria deixar de trazer mais um conto!

A sexta história é escrita pelo David Levithan, e narra a história de um rapaz judeu que recebe um pedido inusitado: ele deve se vestir de Papai Noel e fazer uma surpresa para a irmã mais nova do garoto por quem está apaixonado.

Esse foi o conto mais curto até agora, e talvez o mais mediano que li. A narrativa foi mais uma vez fluída, mas achei que faltou algo, tanto no desenvolvimento da história, quanto na mensagem que o autor queria passar...

Mais uma vez, o conto quis passar a mensagem de acreditar no Natal, nos milagres e na "magia", que inevitavelmente é perdida ao longo do tempo. De manter a fé nas coisas simples e enxergar o Natal pelos olhos de uma criança!

E ai, como você enxerga o Natal hoje em dia? <3

ESPECIAL DE NATAL: É um milagre de Yule, Charlie Brown

sábado, 24 de dezembro de 2016

" - Dá para saber muito sobre uma pessoa quando se olha para o ambiente onde ela mora.

- Se isso for verdade - refletiu ela -, então minha vida está consideravelmente melhor.

- Mas... você sente que ela está melhor?

Marigold encarou-o nos olhos e sorriu.

- Sem dúvida alguma."


O quinto conto é escrito pela Stephanie Perkins, organizadora desse projeto de doze contos. Nessa história, vemos o encontro transformador de Marigold, filha de hippies, e North, um jovem vendedor de árvores de Natal.

Esse foi o maior conto até agora, mas assim como outros foi muito fluído e gostoso de ser lido. Adorei a escrita e o desenvolvimento dos personagens ao longo do conto.

Esse é mais um dos contos desse livro, que você acaba terminando com uma sensação muito boa, e foi maravilhoso fazer a leitura tão perto do Natal, porque a mensagem que ele traz é incrível!!!

A autora focou do desenvolvimento dos personagens, e esse conto fala sobre recomeços, mudanças e transformação. O Natal é época que repensamos nossa vida, e é exatamente isso que acontece com os personagens. De maneira sutil e bem leve, vemos a mudança da personagem Marigold, e o tanto que ela precisava de um primeiro passo para enxergar a situação com um olhar diferente.

E ai, o que você precisa mudar na sua vida? <3

ESPECIAL DE NATAL: Encontre-me na Estrela do Norte

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016


" Existem dois tipos de criança. As que acreditam e as que não acreditam. A cada ano, parece haver no mundo menos crianças que acreditam. Papai diz que não é fácil pedir a uma criança que acredite em algo que ela não pode ver, que isso em si é uma mágica. Diz que, se você tem essa mágica dentro de si, deve protegê-la por toda a vida e nunca deixar que se perca, porque, uma vez perdida, é para sempre."

Página 104.

No quarto conto dessa série de contos que estou amando ler, a história tem como cenário o mundo mágico do Polo Norte, no qual uma garota adotada pelo Papai Noel vive entre os duendes - seres bem diferentes do que acostumamos imaginar. Esse conto é da autora Jenny Han, autora de Para todos os Garotos que já Amei, que tenho muita vontade de ler!

Diferente dos outros contos, onde o romance era o ponto principal, achei que nesse conto a autora preferiu focar em algo mais mágico, nos levando a entrar no clima natalino, onde acreditar, é tudo o que importa.

Gostei muito do conto, porque assim como os outros ele é fluído e muito gostoso de ser lido, na verdade, aposto que todos os outros seguiram essa mesma linha, e isso é maravilhoso para a experiência de leitura que acaba sendo agradável!

Acreditar! Essa é a mensagem principal desse conto. Resgatar as crenças antigas e mantê-las inalteráveis nesse mundo que é tão negativo. E ai? Você acredita em Papai Noel, rs?!

ESPECIAL DE NATAL: Anjos na Neve

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016


" Ficamos os dois sentados ali, constrangidos, por alguns segundos. Era como se tivéssemos rasgado nosso peito e mostrado um ao outro nosso coração batendo. Como voltar a falar de amenidades depois daquilo?"

Página 78.

O terceiro conto de O Presente do Meu Grande Amor, narra o encontro de um estudante e de uma jovem solitária em meio a uma nevasca em Nova York e é escrito pelo autor Matt De La Peña, que eu não conhecia, mas que já admirei e me identifiquei com a escrita logo de primeira!

Depois de sair de um conto não tão agradável, como disse na resenha de ontem, me deparei novamente com um conto cheio de amor, fluído, gostoso de ser lido e cheio de mensagens boas.

Ao mesmo tempo que ele é bem leve, e até engraçado em alguns momentos, vemos uma carga de drama que é bem sutil em outros momentos, o que fez o conto ter um desenvolvimento completo no sentido de nos envolver com os personagens e seus conflitos.

No momento que fiz a leitura, realmente desejei que o conto fosse maior, porque adorei a escrita, os personagens e a história.

O conto é mais voltado para nos fazer refletir através dos diálogos dos personagens, que são profundos na maior parte do tempo. Para mim, a intenção do autor, era que depois da leitura, assim como os personagens estavam tentando definir quem eram, para onde iam e o sentido de suas vidas, nós também fizéssemos esses questionamentos, e falando bem sinceramente, achei incrível!

Por isso, o Natal é a época certa para repensar quem somos. E assim como no conto, pela manhã, é sempre surpreendente! <3

ESPECIAL DE NATAL: A Dama e a Raposa

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016


" - Se eu pudesse ficar com você, juro que ficaria. Ficaria e envelheceria com você Miranda. Ou pelo tempo que você me quisesse.

- Fique comigo- pede ela."


Página 55.

O segundo conto de O Presente do Meu Grande Amor, conta a história da jovem Miranda, que está determinada a descobrir mais sobre o estranho desconhecido que aparece todos os anos nas noites de Natal.

A autora desse conto é a Kelly Link, e é a primeira vez que leio algo da autora, ou até mesmo que ouço falar dela, e infelizmente a escrita dela não funcionou para mim.

Embora, o enredo traga um pouco de suspense, não acho que ela trabalhou tão bem assim, e ao contrário do primeiro conto, não consegui me envolver com os personagens e suas histórias.

Mesmo assim, o conto traz algumas coisas que vou compartilhar com vocês. Acho que a intenção da autora, era trazer aquela mensagem de milagres de Natal, a magia e o inesperado. Então, mesmo com algumas falhas na escrita e no desenvolvimento, sentimos aquela certeza temporária de que isso realmente pode acontecer.

Além disso, o conto traz em alguns momentos uma crítica as pessoas que levam o Natal, como algo supérfluo, sem nenhum sentido, do qual ele realmente faz parte, e isso foi muito positivo! Então, embora não tenha me apaixonado por esse conto, ele trouxe algumas reflexões bem legais!

Por isso, entre nessa dança, curta a "magia" do Natal, seja o que ela representar na sua vida! <3

ESPECIAL DE NATAL: Meias-Noites

terça-feira, 20 de dezembro de 2016


" - Dance comigo, Mags.

- Estou dançando.

- Eu sei- disse ele. - Não pare."


Página 25.

O primeiro conto do livro O Presente do Meu Grande amor, já começa para fazer nosso coração ficar quentinho, e sentir que o livro vai nos colocar exatamente no clima das festas de fim de ano

Meias-Noites é um conto da Rainbow Rowell, que é uma autora que gosto bastante, bem conhecida por suas histórias simples e sutis, mas que são cheias de intensidade e romance.

Esse conto, narra o fim de ano de alguns amigos, especialmente a Mags e o Noel, melhores amigos, e que tem uma conexão extremamente forte. Assim, vamos acompanhar em pouquíssimas páginas, as "Meias noites" ao longo de alguns anos.

Gostei muito do conto, além de ser muito fluído, os personagens são muito bem construídos e nos apegamos rapidamente a eles, quando o conto acabou, eu queria mais!!! :(

Sabe aquela mensagem de que a meia noite tudo pode acontecer? Sonhos começam. Chances novas. Esperanças e certezas? É exatamente assim que nos sentimos quando lemos o conto.

Então, assim como um beijo a meia noite, cheio de esperança e expectativa, devemos levar para o fim de 2016! <3

ESPECIAL DE NATAL: O Presente do Meu Grande Amor

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016


Adoro Natal! Todo esse ambiente de amor e esperança me contagia muito. Então, assim como no ano passado, queria fazer algo diferente aqui no blog!

Pensando nisso, o livro O Presente do Meu Grande Amor, tem uma proposta muito legal, e traz doze contos de Natal. Então, a partir de amanhã 20/12, vou trazer a cada dia, uma resenha de cada conto, e a mensagem que ele traz!!!

Espero que vocês gostem e curtam!

Beijos <3

Resenha: Antes de Partir

terça-feira, 13 de dezembro de 2016



Sinopse (Skoob): Na véspera do que esperava ser uma triunfante comemoração de três anos livre do câncer, Daisy, 27 anos, sofre um golpe devastador: seu médico lhe diz que a doença está de volta, desta vez ainda mais agressiva. Tendo apenas de quatro a seis meses de vida, ela está apavorada com o que será de seu marido, Jack, quando não estiver mais lá para cuidar dele. Esse medo tira seu sono, até que uma solução lhe vem à mente: ela precisa encontrar outra mulher para ele. Com uma determinação singular, Daisy visita parques, cafeterias e sites de relacionamento à procura do par perfeito para Jack. Mas, à medida que ela avança em sua busca, ela se vê forçada a decidir o que é mais importante no curto tempo que lhe resta: a felicidade de seu marido ou a sua própria?

Quanto tempo fazia, que eu não lia um livro que me fizesse chorar que nem um bebê?! E então, vem esse livro, com essa capa maravilhosa e acaba com a minha vida!!!

Antes de Partir, como vemos na sinopse, gira em torno de câncer, morte, dor e todo o resto. Mas, não se engane, diferente de muitos livros por ai, esse aqui é excepcionalmente sensível e engraçado ao mesmo tempo, e ter feito a leitura dessa história, me fez muito bem.

" Acho que todos os casais sentem isso em algum momento- que a ligação entre eles é a mais especial, a mais forte, o Maior Amor de Todos. Não sempre, só naqueles poucos-e-espaçados momentos em que você olha para a pessoa que está ao seu lado e pensa: Sim. É você."

Página 15.

Mesmo com a carga pesada, o livro consegue ser, em quase todo o momento, muito engraçado. Como é narrado em primeira pessoa, na visão da Daisy, sentimos tudo o que ela sente, e ela é uma personagem forte, teimosa e engraçada na maioria das vezes. Seus pensamentos e emoções nos embalam como música, e eu realmente me peguei pensando que a conhecia. E esse é um aviso, se você for ler esse livro: você vai se apegar!

Prometo que você irá rir com esse livro, mas não posso deixar de alertar que vai chorar horrores também, mas é aquele tipo de choro que faz bem depois que passa, porque esse é aquele tipo de livro, que você sempre vai lembrar, pela mensagem, pela leveza e pelo impacto que causou.

Antes de Partir, fala sobre relacionamentos, sobre chances, agarrar novas chances, aproveitar a vida a cada instante e saber, sem nenhuma dúvida, que um amor de verdade faz a jornada valer a pena!

Crônica: PRA VER SE ELE TE AMA

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016


O amor é um risco, e quando você entra nisso, tem que estar ciente de que tudo pode acontecer. Você pode encontrar o amor verdadeiro e ser alguém de sorte, ou pode simplesmente nunca experimentar a sensação, e isso é algo que todo mundo deveria sentir um dia. O amor não é fácil, nunca foi. Você pode comprovar, nas mais lindas histórias de amor nos livros e filmes, ou olhar ao redor e ver as histórias das pessoas que andam perto de você. Se o amor fosse fácil, todo mundo teria.

As experiências nos fazem entender muitas coisas. Com o tempo, vamos sabendo lidar com as frustrações, medos e inseguranças, até que chega o momento que você entende o que é o amor.

O homem que te amar, vai te magoar, quase sempre. Porque ao contrário dos contos de fadas, ele não é um príncipe encantado, ele é uma pessoa real, propício a errar todos os dias. Mas, mesmo assim, mesmo que ele te fale coisas horríveis, tome atitudes erradas, ele sempre vai estar ali, ele passa por cima de tudo para cuidar de você.

O homem que te amar, não vai ser romântico todos os dias. Ele não vai te escrever cartas a cada semana, não vai mandar mensagens fofinhas e muito menos te falar isso a cada minuto, e tenha certeza, não é porque ele não se importa, ele simplesmente tem certeza de que é você, e para ele isso basta.

O homem que te amar, vai olhar para você como nunca ninguém olhou, e depois disso, você sempre terá certeza que ele te ama.