DISCUSSÃO: DISTOPIAS NO ENSINO MÉDIO?

sexta-feira, 14 de outubro de 2016


Oi gente, tudo bem com vocês?

Hoje é dia de discussão por aqui, sobre um tema muuuito especial e que eu adoro falar: DISTOPIAS!

Para quem não sabe, distopia é um pensamento filosófico baseado numa ficção cujo valor promove a vivência em uma "utopia negativa". É um lugar ou estado imaginário em que se vive em condições de extrema opressão, desespero ou privação. No caso da literatura, o autor cria um mundo onde há um governo com ideais errados, diferenças sociais e extremo abuso nos direitos humanos.

Algumas distopias clássicas, que ainda não li, mas que já estão na minha lista e que foram percursoras de várias distopias famosas que temos são: 1984 do George Orwell e Admirável Mundo Novo do Aldous Huxley, ambas com enredos distópicos, com uma sociedade que sofre por causa de um regime político opressor.




Tive duas experiências com séries distópicas que foram muito boas e que despertaram vários sentimentos diferentes em mim. A primeira delas foi Jogos Vorazes da Suzanne Collins, bem conhecida por todos, por causa da adaptação cinematográfica, por isso nem vou me estender muito quanto à sinopse. Além de ser uma história muito bem construída, a personagem principal da série, Katniss Everdeen, nos inspira a não se conformar, a ser a voz que clama pela mudança e a chama que se espalha na sociedade.

Essa é para mim uma das melhores trilogias que já li, e que aborda o tema com uma maestria indescritível! Vale muito a leitura, tanto pela experiência com o gênero, quanto com a história e os personagens em si.


A outra trilogia distópica que li, e que por sinal é muito boa, foi Legend da Marie Lu. Terminei a série esse mês e gostei muito do desenvolvimento e de como ela terminou.

(Sinopse): Ambientado na cidade de Los Angeles em 2130 D.C, na atual República da América. Conta a história de um rapaz – o criminoso mais procurado do país – e de uma jovem – a pupila mais promissora da República –, cujos caminhos se cruzam quando o irmão desta é assassinado e a ela cabe a tarefa de capturar o responsável pelo crime. No entanto, a verdade que os dois desvendarão se tornará uma lenda.

Diferente de Jogos Vorazes, nessa trilogia temos dois personagens principais, então a construção na narrativa é dividida entre esses dois personagens em primeira pessoa, o que dá a história um maior conhecimento do mundo, já que de um lado temos um protagonista que vive contra a República, e a outra que trabalha e acredita no regime da República. Muita coisas acontecem, pensamentos mudam, pessoas se vão, muitas descobertas e muita ação é encontrada nos três livros. Mas, mesmo sendo duas histórias diferentes, com finais diferentes, vejo uma mensagem que permeia as duas histórias, que é a Esperança.

Nas distopias, sempre temos alguém que luta por mudança. Luta por algo melhor, mantendo a esperança de um futuro melhor, não só para si e para sua família, mas por toda uma sociedade.

Com tudo isso que conversamos até aqui, pensando na importância que essas séries tiveram na minha vida, como elas mudaram meu modo de pensar, e que me fizeram refletir por vários dias, penso na diferença que faria politicamente falando, a leitura dessas obras no Ensino Médio.

Hoje em dia, temos muito mais jovens que se interessam pela politica do nosso país, e que procuram ser cidadãos que verdadeiramente lutam por um país melhor. Mas, ainda assim, temos jovens que não sabem nada sobre política ou que nem sabem a importância que isso faz. Por isso, imaginem esse tipo de livro sendo abordado e apresentado aos alunos do Ensino Médio. Imaginem a diferença que faria na vida desses jovens, e como assim como eu depois da leitura, eles seriam pelo menos um pouco despertos para refletir nossa sociedade, refletir quem nos governa, o que é aceitável ou não, e qual é nosso papel em toda essa história. Investiríamos em jovens, que lá na frente seriam adultos que refletem e discutem de forma saudável a política.

Qual a opinião de vocês sobre isso? Conversem comigo e compartilhem com seus amigos para que possamos refletir sobre esse assunto, afinal falar sobre educação e política, devem ser assunto para qualquer pessoa, não importando a classe social ou a profissão!

Beijos!

3 comentários

  1. Nossa amei esse post, eu não sabia o que era distopia! Ótima explicação texto incrível ♥

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir