DISCUSSÃO: CAPITU TRAIU BENTINHO?

terça-feira, 30 de agosto de 2016


Oi gente, tudo bem com vocês?

Hoje vim propor uma discussão que há séculos está presente na vida dos leitores que já se depararam com a leitura de Dom Casmurro de Machado de Assis. O objetivo dessa discussão é levantar hipóteses e não necessariamente ter uma opinião definitiva, visto que eu mesma acabei o livro com a grande dúvida: CAPITU TRAIU OU NÃO TRAIU BENTINHO?


Achei melhor separar em tópicos algumas coisas para maior reflexão desse caso inexplicável... Vamos lá!


1- O LIVRO É NARRADO EM 1ª PESSOA DO SINGULAR: Como leitores. sabemos que quando a leitura é em 1ª pessoa, sabemos só um lado da história, e conhecemos aquilo que o narrador quer nos contar. Sendo assim, na minha opinião as idéias de Bentinho podem não ser tão confiáveis assim.


2- GENIALIDADE DE ESCOLHA: Por outro lado sabemos, que se o autor não tivesse escolhido esse narrador, teríamos um narrador em 3ª pessoa, conhecedor de tudo. Então, essa dúvida que segue até nos dias de hoje não seria possível, e muito provavelmente o livro perderia sua genialidade.


3- CAPITU ERA DISSIMULADA: Ao longo do livro, podemos perceber algumas " falhas" na personalidade de Capitu, o que não provam nada, mas nos levam pensar que talvez ela seria capaz de uma traição.

Outra coisa que me chamou a atenção, foi que a Prima Justina aparentemente não gosta de Capitu, e quem deu o título de " dissimulada" a ela, foi o José Dias, ou seja, esses foram reconhecimentos externos de Capitu, opiniões de fora, de pessoas que talvez enxergassem além da beleza externa dela.


4- BENTINHO ERA CIUMENTO: Ao longo de todo o livro vemos a personalidade ciumenta de Bentinho, que pode esclarecer e talvez confirmar que tudo não passou de uma ilusão causada por um ciúmes obsessivo.


5- ESCOBAR X ESCOBAR: Até agora não sei lidar com a aparência muito semelhante do filho de Bentinho e Capitu ( ou não), com Escobar. Esse talvez, seja o maior argumento da traição de Capitu, mas algo que também me chamou a atenção, foi que em nenhum momento alguém de fora comentou essa semelhança. Nem mesmo José Dias, que é quem mais tem conversas ao longo do livro com Bentinho. Talvez, essa mera ocultação seja prova de que era uma ilusão de Bentinho.


6- CAPITU LEVANTA A SEMELHANÇA: Não vamos esquecer que foi Capitu quem levantou a ideia de que seu filho estava semelhante a Escobar. Ai há duas opções que eu consegui pensar: 1. Ela estava se referindo a semelhança de gestos, visto que o garoto gostava de imitar as outras pessoas, então o jeito de olhar estava parecido com o de Escobar. 2. Porque, se ela tivesse mesmo traído teria levando essa hipótese? Seria como se entregar e assumir o erro.

7- SANCHA SEM VERGONHA X SANCHA E O SEGREDO: Consegui enxergar na atitude de Sancha, duas possibilidades: ou ela estava querendo trair o marido, quando há aquela cena em que eles ficam de mãos dadas, e há trocas de olhar, ou queria confessar algo que já sabia, que era talvez a traição do marido.


8- BENTINHO DE BATE PAPO COM O LEITOR: Um recurso usado pelo autor e talvez tenha sido usado de forma pensada para aproximar o leitor, foi as inúmeras vezes em que Bentinho conversa com quem está lendo o livro. Na minha opinião, esse é um recurso que traz a proximidade e a empatia pelos personagens, levando a considerar quem está mais próximo como sendo o certo.


9- GAME OF THRONES EM DOM CASMURRO: Ainda não li GOT, nem assisti a série, mas sei que muita gente morre. Fiquei abismada com as mortes repentinas em Dom Casmurro no final do livro. E na verdade, achei fantástico, porque caracteriza muito bem o Realismo no livro, com sua objetividade e realidade brutal, distanciando-se do " Final Feliz" do Romantismo.


Não sei até agora em qual lado eu estou, mas não se pode negar que Machado de Assis foi um gênio, que eternizou a obra pela dúvida que não saí da cabeça, e que nos leva pesquisar e analisar cada ação dos personagens para ver se encontramos provas e falhas na trama.


E você, o que acha: TRAIU OU NÃO TRAIU?

Até mais! :D

Tag: COLECIONADORES DE LIVROS

sexta-feira, 26 de agosto de 2016


Oi gente, tudo bem com vocês?

O post de hoje é em homenagem a todos aqueles que além de leitores, também são colecionadores de livros ( com muito orgulho). Vi essa tag no blog " Perguntas para Tags" e espero que gostem ;).

1- Quantos livros você tem?

Segundo meu amado skoob, tenho 117 livros. Mas tenho alguns livros cristãos que não estão cadastrados lá, então o número deve aumentar um pouco.

2- Com que frequência você compra livros?

Geralmente uma vez ao mês. Acho que depende das promoções arrasadoras do Submarino. Mas eu sempre guardo um troquinho para comprar pelo menos 2 livros no mês :D.


3- Como você organiza seus livros?

O primeiro critério, que é um que eu não abro mão, é organizá-los por ordem de tamanho. Tenho aflição de ver os livros desnivelados, então organizo conforme o tamanho. Depois dessa divisão, tento deixar todos os livros de um mesmo autor juntos e também o gênero. Por exemplo: fantasia com fantasia, romance com romance... E assim por diante!


4- Qual foi o último livro que você comprou?



Estava ansiosa para conhecer a escrita da Sarah Dessen, e graças a Deus paguei 19,99 nessa beleza ai ;) Com certeza ele será uma das minhas próximas leituras, então já aguardem resenha :D.

5- Qual o maior livro que você tem?



Com certeza HP e a Ordem da Fênix com suas 703 páginas hihi!


6- Qual o menor livro que você tem?



O pequenino com 88 páginas, ainda não lido! :O

Era isso gente, espero que tenham gostado! Conta para mim quantos livros vocês tem e quais as suas manias como colecionadores de livros!

Beijos :)

Diário: VAMOS PARA A BIENAL?

terça-feira, 23 de agosto de 2016


Oi gente, tudo bem com vocês?

Hoje trouxe esse post para compartilhar com vocês mais informações da nossa querida Bienal! Esse ano o evento vai acontecer entre 26 de Agosto de 4 de Setembro no Pavilhão de Exposições Anhembi.O tema da Bienal do Livro em São Paulo é: " Histórias em Todos os Sentidos.

Além de toda a programação, promoções e bate-papos, o evento contará com a presença de vários autores best-selllers, entre eles, a romancista Lucinda Riley; as autoras do seguimento Young Adults (jovens adultos) Ava Dellaira, Jennifer Niven, Amy Ewing e Tarryn Fisher; e o autor de literatura fantástica Kevin Hearne.


Esse ano a Bienal está disponibilizando a compra dos ingressos pela internet, assim como a distribuição de senhas para autógrafos, tudo pelo site oficial da Bienal : http://www.bienaldolivrosp.com.br/



Estarei na Bienal no segundo final de semana (03/09) e estou com muitas expectativas!

Vamos nessa?

Top 5: Desejados do momento

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Oi gente, tudo bem com vocês?

Hoje é dia de Top 5 e eu trouxe aqueles livros que mais quero ler no momento. Todos eles são lançamentos novos ou livros que ainda nem lançaram, mas que já quero para ontem na minha estante!


1- Boa Noite- Pam Gonçalves



Acompanho a Pam a quase três anos e a vontade de ler um livro dela não cabe em mim. Acho que tem tudo para ser uma história envolvente e emocionante. O livro está em pré- venda, e seu lançamento oficial será lá na Bienal!


2- Uma Canção de Ninar- Sarah Dessen



Sempre tive vontade de ler os livros da Sarah Dessen, mas esse lançamento me chamou muita atenção. Além da capa ser maravilhosa, o livro tem uma premissa que me conquistou. Ele fala de uma menina que não acredita no amor, mas que ao longo do livro vai acabar mudando seus conceitos. Gosto muito dessa ideia de desenvolvimento de personagem e tenho certeza que tem tudo para ser um livro maravilhoso.


3- Antes de Partir- Collen Oakley



Para quem conhece as capas dos livros da Jojo Moyes, sabe que esse estilo é muito a cara dela, hehe. Mas o livro tem uma história que me chamou muita atenção e que parece ser muito tocante. Daisy está com câncer e entra em conflito quando tem que escolher entre a sua felicidade ou a do marido. Gostei muito e minhas expectativas estão lá em cima! ( Gente, que capa é essa?!)


4- Corte de Névoa e Fúria- Sarah J. Maas



Escolhi colocar uma continuação das milhares que tenho haha. O primeiro livro que é Corte de Espinhos e Rosas, me conquistou bastante e terminou de uma maneira bem curiosa, então eu não poderia estar mais ansiosa pela continuação. O livro também está em pré- venda, mas com um preço que dói no coração :(. Não sei quando conseguirei tê-lo.


5- Sonata em Punk Rock- Babi Dewet



Sempre tive vontade de ler a primeira série da autora, que é Sábado a Noite, mas nunca tive oportunidade ( R$, se é que vocês me entendem). Mas, essa nova série da autora que terá seu lançamento também na Bienal me chamou muita atenção e me fez querer me esforçar um pouco mais para adquirir o livro. Gostei de apostar em autores nacionais, e até agora não me decepcionei, então quero dar uma chance para a autora e começar acompanhar a série. Sem contar nessa capa linda né gente?! *-*


Bom, haja dinheiro para comprar tudo que a gente quer não é mesmo? Mas, vamos lá, firme forte! E vocês, qual o livro que mais querem no momento? :D

Beijos!

Diário: PROMOVA UM CLUBE DE LEITURA!

terça-feira, 16 de agosto de 2016


Oi gente, tudo bem com vocês?

Hoje vim contar para vocês como foi minha experiência de dirigir pela primeira vez um clube de leitura e indicar essa iniciativa que é tão gratificante.

Sou Jovem Monitora em uma biblioteca pública da região Leste de São Paulo, e meu papel, além de auxiliar nas tarefas gerais de uma biblioteca, também é propor e promover iniciativas para a comunidade e os territórios perto da biblioteca.

O Clube de Leitura nasceu com o objetivo de influenciar jovens e adolescentes a conhecer o mundo da leitura e assim fazer ligações com o cotidiano, trazendo á discussão temas importantes que faça a diferença e nos mude como pessoas.

O primeiro livro discutido foi Extraordinário, que já tem resenha aqui no blog, e a experiência não poderia ter sido melhor. Vários pontos foram levantados, além de discussões saudáveis que nos fizeram refletir nossas atitudes, e ouvir as experiências de outras pessoas.

Resolvi fazer esse post, para indicar a participação de um Clube de Leitura. Se você tiver a oportunidade de participar ou até promover um, seria fantástico. É algo muito bom, que supera as expectativas, pois cada um tem uma experiência de leitura e juntos unimos muito mais conteúdo.

Não é nada difícil criar um. Basta ter iniciativa e pessoas que querem. Não se importem com número, o crescimento vem depois. O mais importante é começar!



Beijos, até mais!

Resenha: Mar da Tranquilidade

quinta-feira, 4 de agosto de 2016



Sinopse (Skoob): Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele.



Oi gente, tudo bem com vocês?

Hoje é dia de resenha aqui no blog, e eu gostaria de contar minhas impressões sobre esse livro 5 estrelas e que eu amei!

Como vimos na sinopse, Nastya é uma menina problemática e que esconde segredos, que ao longo do livro são revelados de forma sutil para nós. Deixando espaço para conhecer a personalidade da personagem e deixar a mente vagar pelo que pode ter acontecido com ela. Josh, que também é um dos protagonistas da história, também é um menino problemático, que carrega grandes tragédias e memórias que gostaria de esquecer, e assim como os segredos da Nastya, vamos descobrindo quem ele é e o que guarda para si. A maior diferença entre os dois, é que o Josh é muito mais vulnerável, e conseguimos nos conectar com ele de maneira muito mais fácil do que com a Nastya. Ao longo do livro, não entendemos as ações dela, mas tudo isso é mudado na conclusão da história.

Descobri esse livro através de uma comparação que a Izabela Lopes do Brincando de Escritora fez com o livro Um Caso Perdido, que para quem não sabe é um dos meus livro favoritos da vida, então fiquei muito curiosa para saber o porquê dessa comparação tão " perigosa". No final de tudo, não encontrei nenhuma semelhança. o que para mim não foi ruim, pois o livro me passou outras emoções e se tornou especial de outra maneira e por outros motivos.

Esse é um daqueles livros que durante a leitura não entendemos o seu propósito, não entendemos o porquê de algumas falas dos personagens e atitudes, então confesso que no começo achei que não ia gostar do livro. Mas, a partir do momento que nos envolvemos e nos deixamos levar pela história dos personagens e o que cada um deles carregam, tudo muda. São personagens fortes, todos eles, até os personagens secundários, todos carregam uma história que vale a pena descobrir. Todos tem algo para ensinar e isso nos envolve de maneira fantástica.

" Ás vezes é mais fácil fingir que não há nada de errado do que encarar o fato de que está tudo errado, mas não podemos fazer nada."

Página 136

Esse livro mostra a possibilidade das segundas chances, e o mais incrível é que não é de maneira clichê, porque não é assim que acontece na vida real. Pois, quando algo nos destrói, demoramos muito para nos levantar e nos dar essa segunda chance. Esse livro mostra, que só você é responsável por permitir isso. Só nós podemos decidir seguir em frente.

O livro, embora seja na visão de dois adolescentes de 17 para 18 anos, é bem forte e tem passagens pesadas. Isso deixa o livro bem tenso em vários aspectos. O que eu percebi enquanto lia, era que mesmo quando tinha uma parte engraçada no livro, era um humor sombrio, quase deprimente. Você não se apaixona pelas páginas, você meio que precisa delas, porque quando você se entrega para a história, você passa a ser responsável, o que é incrível, pois é muito difícil você fazer essa ligação tão forte, mas a autora conseguiu de maneira esplendorosa fazer isso comigo.

Eu poderia continuar escrevendo várias coisas sobre esse livro, porque há muitas coisas que eu gostaria de conversar, mas ela ficaria enorme, então para acabar, queria falar que o último diálogo do livro acabou comigo, é maravilhoso o que a autora fez, e me levou a pensar que tudo é possível e que talvez todas as coisas em que acreditamos, mas que ninguém mais acredita, possa finalmente se tornar real.

POR FAVOR, vá ler esse livro! Dá uma pausa nas séries, nas redes sociais e vai conhecer essa história incrível, afinal todos nós precisamos de segundas chances ( talvez, todos os dias.).

" E se o meu Mar da Tranquilidade fosse de verdade, seria este lugar aqui, com ele."

Página 365


Beijos!!!

Leituras do Mês: Julho/2016

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Oi gente, tudo bem com vocês?

O mês de Julho passou voando, levando embora as férias e a MLI 2016. Hoje vim mostrar para vocês todas as leituras que fiz durante o mês, e como foi a minha experiência participando da Maratona.

Foram 6 livros lidos, de 8 que eu tinha colocado na TBR. Sim, não cumpri minha meta :(, mas mesmo assim, acho que foi um mês bem proveitoso e com ótimas leituras.


1ª SEMANA: ENCALHADOS

O SÍMBOLO PERDIDO POR DAN BROWN



Comecei o mês lendo um livro que não funcionou para mim. Gosto muito de livros de suspense policial que envolvem mistérios e segredos, mas esse livro não funcionou para mim. A escrita do Dan Brown é muito detalhista, o que me irritou muito. E também o final, onde a solução do mistério nem foi tão surpreendente assim. Demorei 5 dias nesse livro e pensei que seria o fim da MLI hehe.


O RETORNO DO JOVEM PRÍNCIPE POR A.G ROEMMERS



A segunda leitura do mês veio para aliviar a tensão do outro livro. Com a mesma pegada de O Pequeno Príncipe, mas escrita por outro autor, esse livro tem o mesmo objetivo de nos fazer refletir de maneira simples, mas muito profunda. Foi uma boa leitura, mas nada surpreendente, assim como minha opinião de O Pequeno Príncipe.


2ª SEMANA: HYPES

QUARTO POR EMMA DONOGHUE



Um dos melhores livro que li esse mês. Muito tocante e inspirador. Fiz resenha para vocês do livro e também da adaptação cinematográfica, então se você ainda não viu o post confere lá ;).


AMMY & MATTHEW POR CAMMIE MC GOVERN



Provavelmente a maior decepção do mês, superando até O Símbolo Perdido, esse livro foi péssimo para mim. Adoro histórias contemporâneas e tinha muitas expectativas para esse livro, mas o que eu encontrei foi uma história sem sentido algum, com protagonistas muito desequilibrados em suas escolhas, que no final não me acrescentaram nada além de revolta. História fraca, que só me atrasou na minha segunda semana :/.


3ª SEMANA: OUTROS MUNDOS

LEGEND POR MARIE LU



Meu favorito do mês veio para me tirar o fôlego e me fazer embarcar em um mundo que estou apaixonada. Para quem não sabe, Legend é uma distopia e que já me conquistou. Não vou falar muito, porque vou faze rum especial da trilogia assim que eu acabar. Mas, já posso adiantar que amei, e que estou ainda mais envolvida com essa história, do que quando li Jogos Vorazes, e isso é um senhor elogio :D.


PRODIGY POR MARIE LU



Sim, mudei minha TBR e comecei o segundo logo em seguida. Já posso adiantar que adorei também. Tem a mesma pegada de ação do outro, mas com várias descobertas da política do país, o que me agradou muito. Não vejo a hora de ler o último e assim que eu fizer isso, trago uma resenha completa com minhas impressões da série.


E essas foram todas as leituras, na última semana comecei um livro, mas tive tantas coisas para fazer que não consegui terminar, então ele vai ficar para as leituras de Agosto. De tudo, foi um mês bem proveitoso, que li livros bons, outros não tão bons, mas que completaram ai o meu mês.

Conta para mim quais foram as suas leituras e o melhor livro de Julho ;)

Até mais!