Resenha: Quarto X O Quarto de Jack

terça-feira, 19 de julho de 2016



Sinopse (Skoob): Para Jack, um esperto menino de 5 anos, o quarto é o único mundo que conhece. É onde ele nasceu e cresceu, e onde vive com sua mãe, enquanto eles aprendem, leem, comem, dormem e brincam. À noite, sua mãe o fecha em segurança no guarda-roupa, onde ele deve estar dormindo quando o velho Nick vem visitá-la.
O quarto é a casa de Jack, mas, para sua mãe, é a prisão onde o velho Nick a mantém há sete anos. Com determinação, criatividade e um imenso amor maternal, a mãe criou ali uma vida para Jack. Mas ela sabe que isso não é suficiente, para nenhum dos dois. Então, ela elabora um ousado plano de fuga, que conta com a bravura de seu filho e com uma boa dose de sorte. O que ela não percebe, porém, é como está despreparada para fazer o plano funcionar.

Oi gente, tudo bem com vocês? Hoje vim contar as minhas impressões do livro Quarto, e também da adaptação cinematográfica que recebeu o nome de O Quarto de Jack.

O livro é narrado em primeira pessoa pelo Jack, um menininho de 5 anos, que vive alheio ao mundo lá fora, e nem percebe a realidade em que vive. Como vimos na sinopse, a mãe de Jack foi sequestrada aos dezenove anos e durante todo esse tempo tem vivido presa em um quarto, onde sofre abusos sexuais e psicológicos, mas mesmo assim, criou o Jack e o manteve em segurança, em um mundo totalmente diferente do que ela sabe que eles estão.



" No mundo, eu noto que as pessoas vivem quase sempre tensas e não têm tempo."

Posição no Kidle: 6259


Acho que a maior beleza desse livro é a inocência do Jack. Como vemos na sinopse, e isso não é spoiler, o Jack e a Mãe, conseguem fugir do Quarto, e para mim essa segunda parte do livro é a mais intensa e maravilhosa. Vemos um garoto descobrir o que é o mundo, as sensações, cheiros, pessoas. Essa descoberta dele, nos emociona muito.

O Jack é um narrador fantástico, e eu me peguei várias vezes dando rizadas dos pensamentos dele, daquilo que ele não entendia, e dos questionamentos que mesmo simples, eram de grande importância e colocam nós como leitores para pensar.

A história é bem construída, a escrita é bem leve, mas como é narrada pelo Jack, e muitas coisas ele não entende, talvez o livro não tenha me passado a emoção que achei que passaria, e mesmo assim, esse não é um ponto negativo, pois o filme fez muito bem isso. E é ai que as duas obras se completam.



Assim que terminei a leitura, corri para assistir ao filme. E que filme. Acho que foi uma adaptação fantástica, e até além que o livro. Me emocionei muito assistindo, e vendo todas as cenas que imaginei lendo o livro.Os dois atores foram maravilhosos, e o filme é muito tocante.

Ele tem um drama que é bem sutil, assim como o livro. E na verdade, não senti falta de nada que tenha no livro. Foi um filme bem fiel, mas que trouxe para mim a emoção bem forte, que o livro não traz por ser na visão do Jack.

Recomendo muito a leitura do livro e também o filme. Essa é uma daquelas histórias que todo mundo deveria conhecer, por nos tocar, ensinar, e nos surpreender.


" Os cartõezinhos com um montão de números se chamam loteria, e os idiotas compram ele na esperança de virarem milionários por mágica."

Posição no Kindle: 6220


Beijos, até a próxima!

Nenhum comentário

Postar um comentário