Tag: DIAS DA SEMANA EM LIVROS

terça-feira, 26 de julho de 2016

Oi gente, tudo bem com vocês?

Que saudade de fazer tag aqui no blog! E hoje, temos uma tag super legal, que foi criada a bastante tempo pela Pam Gonçalves. Ela consiste em ligar os dias da semana com livros :D. Então, vamos lá porque a semana é longa hehe!


1- DOMINGO: Um livro que você não quer que termine ou não quis que terminasse:



Acho que vocês já sabem do amor que dedico para essa série, então quando chegou o último livro dessa primeira parte, eu sofri. Foi a primeira série que li, a primeira que me envolvi por completo então é óbvio que eu queria mais da história da América e do Maxon. <3


2- SEGUNDA: Um livro que você tem preguiça de começar:



Todo mundo fala MUITO bem dessa série, mas já pararam para ver os tamanhos dos livros. Dá muita preguiça de começar e medo de não conseguir terminar. Vamos ver se um dia tomo coragem haha!


3- TERÇA: Um livro que você empurrou com a barriga ou leu por obrigação:



Vamos lá né gente, não poderia faltar um clássico obrigatório do vestibular! Realmente li por obrigação e por consideração da minha professora de LP, se não fosse por isso, acho que jamais teria terminado.


4- QUARTA: Um livro que você deixou pela metade ou está lendo no momento:



O primeiro livro que abandonei na minha vida! E sim, me decepcionei com a " rainha do crime", não sei se vou dar mais uma chance para ela, mas por enquanto sigo com meu trauma por causa desse livro :(.


5- QUINTA: Um livro que você não recomenda:



Falei desse livro nas minhas leituras do mês de Junho, e ele não funcionou para mm. Foi um livro cheio de coisas que eu não compartilhava das ideias e com uma escrita que não me identifiquei, então não recomendo. Mas, quero deixar bem claro, que ele pode muito bem funcionar para você, afinal gosto literário muda de acordo com a pessoa ;).


6-SEXTA: Um livro que você quer que chegue logo ( lançamento ou compra):



Ainda não tem capa definida como vocês podem ver, mas minha ansiedade é certa. O livro solo da Pam vai ser lançado este ano na Bienal do Livro de SP, e eu com certeza vou estar lá para comprá-lo.

Tenho muito orgulho da Pam e ela merece tudo o que está acontecendo na vida dela <3.


7- SÁBADO: Um livro que você quis começar no novamente assim que ele terminou:



A escrita da Bruna é tão gostosa, que não como você não se apaixonar. Além disso, eu adorei a história dessa série, e não queria mais lagar, estou ansiosa para o último livro que eu acho que sai no final do ano *-*.


Era isso gente, espero que tenham gostado, me diverti muito respondendo essa tag! Me fala ai nos comentários qual o seu livro dessa terça-feira!

Beijos <3

Crônica: UM MUNDO DE SONHOS

sexta-feira, 22 de julho de 2016


Sonhos. Quase todos têm. Uns querem ter. Outros não se importam. Mas eu, tenho vários.

Assim como a água é inevitável para a planta sobreviver, os sonhos estão lado a lado com as preocupações. Minha cabeça gira em torno de várias. Vai dar certo. Não vai dar. Está demorando. Acho que é impossível. É uma luta constante, onde ás vezes não sei quem quero que ganhe.

Sonhar cansa. E nem vem me dizer que não sou otimista, ou que você nunca pensou assim. É uma tarefa incrivelmente, grandemente e altamente desgastante. Sonhar não é fácil não. Não importa o tamanho do sonho, todos precisam de dedicação para se realizar e muitos deles podem nem se realizar um dia. E isso é totalmente possível.

Mas já imaginou se um dia ninguém mais sonhasse? O mundo seria tão sem graça, tão sem motivação. As pessoas possivelmente não teriam mais aquele brilho nos olhos, isso mesmo, aquele brilho que se chama esperança. Seria um mundo sem expectativa. Sem mudança. Sem nada. Porque os sonhos movem tudo.

Então, pensa comigo: existem coisas que vale a pena lutar.

Não importa se meu sonho demore, ou se a caminhada está exaustiva. O sonho é meu e vou lutar por ele, até vê-lo concreto. Mas se por a caso, um desses milhares de sonhos que nascem no meu coração e nos diversos corações do mundo todo nunca se realizarem, vou tomar minha luta como conquista e pensar que sempre vai ter alguém para sonhar por mim. Porque sonhar é a melhor parte.

Resenha: Quarto X O Quarto de Jack

terça-feira, 19 de julho de 2016



Sinopse (Skoob): Para Jack, um esperto menino de 5 anos, o quarto é o único mundo que conhece. É onde ele nasceu e cresceu, e onde vive com sua mãe, enquanto eles aprendem, leem, comem, dormem e brincam. À noite, sua mãe o fecha em segurança no guarda-roupa, onde ele deve estar dormindo quando o velho Nick vem visitá-la.
O quarto é a casa de Jack, mas, para sua mãe, é a prisão onde o velho Nick a mantém há sete anos. Com determinação, criatividade e um imenso amor maternal, a mãe criou ali uma vida para Jack. Mas ela sabe que isso não é suficiente, para nenhum dos dois. Então, ela elabora um ousado plano de fuga, que conta com a bravura de seu filho e com uma boa dose de sorte. O que ela não percebe, porém, é como está despreparada para fazer o plano funcionar.

Oi gente, tudo bem com vocês? Hoje vim contar as minhas impressões do livro Quarto, e também da adaptação cinematográfica que recebeu o nome de O Quarto de Jack.

O livro é narrado em primeira pessoa pelo Jack, um menininho de 5 anos, que vive alheio ao mundo lá fora, e nem percebe a realidade em que vive. Como vimos na sinopse, a mãe de Jack foi sequestrada aos dezenove anos e durante todo esse tempo tem vivido presa em um quarto, onde sofre abusos sexuais e psicológicos, mas mesmo assim, criou o Jack e o manteve em segurança, em um mundo totalmente diferente do que ela sabe que eles estão.



" No mundo, eu noto que as pessoas vivem quase sempre tensas e não têm tempo."

Posição no Kidle: 6259


Acho que a maior beleza desse livro é a inocência do Jack. Como vemos na sinopse, e isso não é spoiler, o Jack e a Mãe, conseguem fugir do Quarto, e para mim essa segunda parte do livro é a mais intensa e maravilhosa. Vemos um garoto descobrir o que é o mundo, as sensações, cheiros, pessoas. Essa descoberta dele, nos emociona muito.

O Jack é um narrador fantástico, e eu me peguei várias vezes dando rizadas dos pensamentos dele, daquilo que ele não entendia, e dos questionamentos que mesmo simples, eram de grande importância e colocam nós como leitores para pensar.

A história é bem construída, a escrita é bem leve, mas como é narrada pelo Jack, e muitas coisas ele não entende, talvez o livro não tenha me passado a emoção que achei que passaria, e mesmo assim, esse não é um ponto negativo, pois o filme fez muito bem isso. E é ai que as duas obras se completam.



Assim que terminei a leitura, corri para assistir ao filme. E que filme. Acho que foi uma adaptação fantástica, e até além que o livro. Me emocionei muito assistindo, e vendo todas as cenas que imaginei lendo o livro.Os dois atores foram maravilhosos, e o filme é muito tocante.

Ele tem um drama que é bem sutil, assim como o livro. E na verdade, não senti falta de nada que tenha no livro. Foi um filme bem fiel, mas que trouxe para mim a emoção bem forte, que o livro não traz por ser na visão do Jack.

Recomendo muito a leitura do livro e também o filme. Essa é uma daquelas histórias que todo mundo deveria conhecer, por nos tocar, ensinar, e nos surpreender.


" Os cartõezinhos com um montão de números se chamam loteria, e os idiotas compram ele na esperança de virarem milionários por mágica."

Posição no Kindle: 6220


Beijos, até a próxima!

Top 5: Dicas para ler mais!

quinta-feira, 14 de julho de 2016


Oi gente, tudo bem com vocês? Hoje vim trazer um top 5 muito especial e que vai ajudar aqueles que querem melhorar o ritmo de leitura. Espero que gostem e que sigam as dicas ;)~


1- ENCONTRE O GÊNERO CERTO:

Embora eu seja a favor de se ler tudo e experimentar todos os gêneros, quando se quer ler mais, você precisa se concentrar no gênero que mais te agrada. Eu por exemplo, sei que minhas leituras fluem mais quando estou lendo um romance contemporâneo, então se quero aumentar meu ritmo de leituras invisto no meu gênero de preferência. :D


2- SEPARE UM TEMPO PARA LER:

Essa é uma das dicas mais importantes, porque muitas pessoas não tem um tempo separado para ler, e assim como tudo na nossa vida, quando não nos organizamos nos perdemos em nossas atividades e as vezes acabamos por não fazer nada. Por isso, é muito importante estabelecer um horário, não importa qual seja, 20 minutos, 30 minutos ou 3 horas, porque assim se torna um hábito, algo que você faz todos os dias, melhorando totalmente seu ritmo de leitura!


3- LEIA NESSE TEMPO SEPARADO:

Uma coisa muita engraçada, é que as pessoas querem ler mais, porém não se dedicam. Quando você separar um tempo para ler, leia! Não adianta ficar nas redes sociais e tentar ler, te garanto que a leitura não fluí. Então, quando for ler, desligue a internet, nessas horas ela não é uma aliada hehe.


4- NÃO FIQUE SEM LER:

Além de manter um ritmo diário quando se está em um mesmo livro, é muito importante não deixar espaços entre as leituras. Às vezes, quando terminamos um livro, demoramos para pegar outro e talvez isso seja um problema. Então, assim que terminar uma leitura, faça o máximo para começar a outra logo em seguida, assim seu ritmo não caí, e você não perde o costume :)


5- CONVERSE SOBRE AS LEITURAS:

Essa é uma das dicas que mais me ajudou a ler mais. Quando eu leio um livro muito bom, minha vontade é sair anunciando pro mundo todo como aquele livro é maravilhoso, e com certeza isso ajuda a ler mais. Quando conversamos sobre livros, automaticamente é algo que vamos querer fazer com mais frequência. Isso me ajudou e tem me ajudado bastante, vi meu ritmo crescer depois disso. Funciona ;)


Era isso gente, espero que tenham gostado. Mas, não se esqueçam que o mais importante é ler com qualidade. Mas, também devemos nos organizar para ler mais, afinal quem não quer conhecer mais e mais histórias que nos marcam!

Beijos, até a próxima!

Discussão: TUDO é LITERATURA!

terça-feira, 12 de julho de 2016


A discussão sobre um livro ser ou não relevante, ou ser ou não considerado Literatura, são assuntos discutidos por diversas pessoas, e hoje vim levantar esse assunto aqui no blog. Quero deixar bem claro, que tudo o que eu escrever é a MINHA opinião e que os comentários estão abertos para debate!

Um dos motivos geradores para esses conflitos divagarem na minha cabeça, foi uma declaração que a escritora Ruth Rocha deu, dizendo que: " HARRY POTTER, NÃO É LITERATURA." Como vocês sabem, comecei a ler HP esse ano, então na época eu nem conhecia a história, muito menos queria tomar as dores daquela declaração, mas mesmo assim, aquilo me intrigou. Como assim não é???

Uma definição básica sobre o que é literatura, diz que: "...é a arte de compor e expor escritos artísticos, em prosa ou em verso...". Nessa pequena definição, não está escrito que, literatura são os livros clássicos, ou muito menos, que literatura são os livros com escrita difícil, ou menos ainda, que literatura são aqueles livros que tratam de um assunto "muito" importante. Nada disso, essa pequena definição diz que literatura é a arte de compor, ou seja a arte de criação, seja ela qual for.

Ai você me pergunta: Como você pode comparar Capitães de Areia, com por exemplo Cinquenta Tons de Cinza? Ai meu bem, eu te respondo: Não gosto nem um pouco de Cinquenta Tons de Cinza, mas sou apaixonada por Capitães de Areia, e mesmo assim, considero os dois como literatura. A única diferença, e que talvez seja a guiadora da minha opinião. é a qualidade.

Qualidade de escrita e de história, é o que diferencia esses dois livros para mim. Partindo do ponto, que tudo é literatura, podemos então, separar aquilo que é qualificado ou não. E ainda assim, não seria uma verdade universal, porque aquilo que é de qualidade para mim, pode muito bem não ter nada de excepcional para você.

Sei que é perigoso, ainda mais para mim que faço Letras, mas me desafio a questionar, quem por exemplo, definiu A Cidade e as Serras, Viagens na Minha Terra, entre outros como livros clássicos, de boa qualidade, referencias e que até nos dias de hoje são usados em vestibulares e escolas? Li os dois citados, e vários outros. Não gostei. Me apaixonei por Capitães de Areia e senti a sutileza incrível de Vidas Secas. Esse foram os clássicos que mais gostei até agora ( ainda faltam muitos outros), mas os outros, nada demais. Entendo, como estudante e futura professora, a importância histórica e o registro da mudança na estilística que cada obra carrega, mas para esses livros serem considerados clássicos, eles passaram por uma " avaliação", e sabemos que essa avaliação de " Ok, esse livro é ótimo, tem uma boa escrita, é relevante", é aprovada pela elite. Os conceituados, que guiam a opinião geral ( ou acham que guiam), são os responsáveis por essa escolha, e eu me pergunto, será mesmo que é uma questão histórica, ou mera questão de gosto?

Tudo é literatura. Do mais simples texto, ao mais complexo. Do mais popular, ao menos falado. Tudo. Sem exceção.

E ai, vamos conversar? Me deixa nos comentários a sua opinião, vou adorar conversar e debater sobre esse assunto!

Até mais! :D

Resenha: A Lista de Brett

quinta-feira, 7 de julho de 2016


Sinopse (Skoob): Brett Bohlinger parece ter tudo na vida — um ótimo emprego como executiva de publicidade, um namorado lindo e um loft moderno e espaçoso. Até que sua adorada mãe morre e deixa no testamento uma ordem: para receber sua parte na gorda herança, Brett precisa completar a lista de sonhos que escreveu quando era uma ingênua adolescente.

Deprimida e de luto, Brett não consegue entender a decisão de sua mãe — seus desejos adolescentes não têm nada a ver com suas ambições de agora, aos trinta e quatro anos. Alguns itens da lista exigiriam que ela reinventasse sua vida inteira. Outros parecem mesmo impossíveis.

Com relutância, Brett embarca numa jornada emocionante em busca de seus sonhos de adolescência. E vai descobrir que, às vezes, os melhores presentes da vida se encontram nos lugares mais inesperados.

Oi gente,tudo bem com vocês? Hoje venho trazer uma resenha de um livro que li no finalzinho do mês de Junho, e que foi muito especial!

A Lista de Brett, é um chick-lit ( ficção dentro do mundo feminino), que é ao mesmo tempo engraçado e sensível. Profundo e leve, que traz várias reflexões para nós e que encanta a cada página virada.

O livro é narrado em primeira pessoa pela Brett, e como vimos na sinopse, ela está passando uma fase difícil por causa da perda da mãe. pois ela era muito apegada e tinha um relacionamento muito legal com a mãe. Isso, foi uma das coisas que me chamou a atenção livro, Brett e a mãe, tinham um relacionamento forte, e era muito bonito acompanhar as cenas que a Brett recordava da mãe.

A lista de desejos que a mãe dela deixa é incrível, e é ao redor disso que a história vai se desenrolar, onde nossa protagonista vai descobrir diversas coisas, sobre quem ela é, segredos do passado, entre outras coisas.

" Todos os dias, faça algo de que você tenha medo. Continue se obrigando a fazer coisas que lhe dão medo.
Assuma os riscos e veja onde você aterrissa, pois são eles que fazem a jornada valer a pena."


Posição 1336 ( Kindle)

Os pequenos e grandes sonhos que a Brett é obrigada a assumir, nos faz lembrar de nossos sonhos. Aqueles que, ao longo dos dias, vão se perdendo dentro de nós. E essa é a mensagem que eu mais amei no livro. Não esquecer de quem nós somos, não esquecer dos sonhos simples, por mais bobos que sejam, pois são eles que nos fazem ser nós mesmos.

Dei quatro estrelas para o livro, porque acho que algumas coisas, eu gostaria de que fossem de um jeito diferente, mas esse meus " desejos" para a história, não estragaram de forma alguma minha experiência de leitura. Pelo contrário, me envolvi muito com tudo no livro, e recomendo a história. Ela é leve, e toca bem fundo no coração. *-*

Se você gosta de uma história, cheia de esperança, mudanças, amor e humor, leia esse livro. Recomendo! :D

"...O amor é a única coisa sobre a qual você nunca deve chegar a um meio-termo."

Posição 1062 ( Kindle.)

Leituras do Mês: Junho/2016

terça-feira, 5 de julho de 2016

Oi gente linda! Tudo bem com vocês? Hoje é dia de Leituras do mês, e eu vim mostrar tudo o que eu li de bacana no mês de Junho. Foram seis livros ao total, bem mais do que eu achei que seria haha. Vamos lá! :D


FAZENDO MEU FILME 2- FANI NA TERRA DA RAINHA- POR PAULA PIMENTA



A primeira leitura do mês, foi uma surpresa para mim. Eu tinha lido o primeiro ano passado, e não tinha gostado muito, porque achei que a história tinha sido rasa e nada tinha acontecido. Mas, esse ao contrário do outro, tem muita história e eu me apaixonei. Me envolvi muito com os conflitos da Fani, e fiquei com o coração apertado em diversas partes. Não vejo a hora de ler o próximo, e recomendo se você ainda não leu a série. :)


HARRY POTTER E A ORDEM DA FÊNIX- POR J.K ROWLING



Continuando o projeto Lendo Harry Potter, li o sexto livro da saga, com o coração no chão! São 700 páginas, que contam muita história, que ás vezes chega a ser cansativo, não de uma maneira insuportável, é mais ansiedade de ação. Mas, o final supri todas as expectativas. Além de acabar com a gente. Acho que a partir de agora a série assumiu um tom mais sério, onde as coisas não acabam no mais ou menos " felizes para sempre", senti que agora é mata ou morre. ;/ Aiiiii!


O FUTURO DE NÓS DOIS- POR JAY ASHER E CAROLYN MACKLER



Essa fofurinha foi minha terceira leitura, que veio para acalmar os nervos, depois de uma leitura triste que foi HP. Adorei o livro e fiz resenha para vocês aqui no blog. Então, vai lá conferir se você ainda não viu. ;)


ELE ESCOLHEU OS CRAVOS- POR MAX LUCADO



Transformador. Essa é a palavra que defini esse livro. Se você é um cristão ou se você não é, você precisa ler esse livro. O autor fala da mensagem da Cruz, de uma maneira que eu nunca vi alguém falar. E nos leva a pensar sobre coisas, que nunca tinham passado pela minha mente. Recomendo a leitura para TODOS!.


PARA TODOS OS AMORES ERRADOS- POR CLARISSA CORRÊA



Para todos os amores errados, é um livro de crônicas, e foi a minha decepção do mês. Ao contrário das crônicas da Bruna Vieira, que eu adoro e que me identifico, esse livro foi zero de identificação. Nenhuma crônica, teve o poder de me fazer refletir ou de me encantar. Achei a escrita nada poética, e pouco profunda. Esperava muito, mas não foi nada do que eu queria. :(


A LISTA DE BRETT- POR LORI NELSON SPIELMAN



A minha última leitura do mês, foi para fechar com chave de ouro, me fazendo esquecer da decepção do outro livro. Que livro lindo! Adorei a história, a escrita da autora, e as inúmeras mensagens que o livro traz. Essa semana sai uma resenha desse livro e eu conto com mais detalhes tudo o que eu achei da história. O livro está disponível para leitura no Kindle Unlimited, então não perca tempo!


Achei o mês bem produtivos e com leituras ótimas! Me contem nos comentários, quais foram as leituras de vocês!

Beijos :D