Crônica: Através da janela

quinta-feira, 16 de junho de 2016


A maneira como enxergamos a vida, define como vamos levá-la ao longo dos dias. Ultimamente, tenho enxergado tudo meio turvo, bagunçado, diferente. Parece que a chuva, que caí lá fora, e respinga nas janelas, tem respingado nas janelas da minha vida.Descobri que isso acontece com todo mundo. Não é algo que se possa evitar, simplesmente acontece quando menos esperamos, quando tudo está florido e nossa visão está limpa. A vida é assim.

Então, temos que parar e pensar como sair disso. Como voltar a enxergar a vida com leveza, com esperança, com certeza. Ás vezes demora, ás vezes nos acomodamos, ás vezes é bom ficar quietinho, vendo tudo passar pela janela, como paisagens rápidas que não fazem parte de nós. Descansar. Esperar. Acreditar.

Mas, é quando menos esperamos, quando estamos cansados de ficar sentados, sem fazer nada a respeito, é que conseguimos ver através da chuva. E é sempre nesse momento que sabemos, que o que importa é como vamos enxergar. Afinal, quando a janela abrir, talvez ainda esteja chovendo. A diferença, é para onde você vai olhar.

Nenhum comentário

Postar um comentário