Crônica: A ponta de dor

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016



Sentir dor não é fácil. Ela pode ser de diversas formas, no corpo, no coração, na cabeça, nos sentimentos. E embora tantas formas, ela dói em qualquer delas.

Descobri que a dor se divide em duas fases, e que a primeira delas é a mais difícil. Ela incomoda, te tira da zona de conforto, pois é naquele momento em que seu corpo, ou seus sentimentos estão lá em cima, despreocupados, leves. Você não espera sentir dor. A ponta de dor dói, porque ela te arranca do seu mundo seguro.

A segunda fase é suportável. A vida meio que te prepara para isso. E assim percebemos que a qualquer momento você pode sentir aquilo. A qualquer momento seu mundo pode desabar

Mas calma, não se preocupe, é só a ponta que dói, depois fica mais fácil. Sempre fica.

Resenha: Proibido

terça-feira, 26 de janeiro de 2016


Sinopse (Skoob): Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis.

Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.

Eles são irmão e irmã.

Oi gente tudo bem com vocês? Espero que sim! Hoje trago uma resenha de um livro polêmico e que na verdade, não sabia ao certo como ficaria a resenha dele.

Proibido, foi o livro escolhido do Bookclub PamdeBel, realizado pela Pam Gonçalves e a Bel Rodrigues. Faço parte do clube de leitura, e confesso que fiquei tensa quando descobri qual seria o livro, e o tema que ele abordava. Mas, deixei a inquietação de lado e resolvi lê-lo. E li...

Todos nós de certa forma, temos princípios e ideais que levamos, ou que adquirimos ao longo da vida. Quando lemos, ou até falamos de algo que vai contra ao que acreditamos, automaticamente nos esquivamos. E na verdade, isso é totalmente humano.

Como viram na sinopse, o livro trata de incesto. E em nenhum momento, a finalidade dele é fazer com que você seja convencido de algo. Acredito porém, que a finalidade dele seja os fazer refletir. Sentir. E pelo menos em alguns dias, nos envolver no drama dos personagens.

Fui totalmente sugada pela história, sem pré julgamentos ou qualquer ideia contrária. A escrita da autora é tão boa, tão envolvente, que me vi torcendo pelos personagens em diversos momentos. A confusão que ele me cansou foi tanta, que em vários momentos, tive que parar e repensar o que acabará de acontecer em um dos capítulos, e pasmem, isso aconteceu diversas vezes!

" É horrível sentir vergonha de alguém que você ama; é uma coisa que te rói por dentro. E, se você deixar que te afete, se desistir da luta e se entregar, a vergonha acaba por se transformar em ódio."
Página 35
A história é bem construída, e envolvida por diversos problemas. Não é só sobre os irmãos que se apaixonam. É sobre todo um embaraço de problemas familiares: abandono, responsabilidades, mágoas, desafios... Entre outras coisas que acompanhamos ao longo da história e que nos deixa com um nó na garganta.

O final do livro é de cortar a alma, fiquei muito triste e abalada com o rumo que a história levou. Mas tudo o que posso dizer, é que o livro é bom. Bom, ao ponto de você não saber mais o que pensar da convicção que você tinha quando começou o livro.

Não sei o que faria, ou como eu agiria se agora depois da leitura eu, visse uma situação igual. Mas, com toda certeza, por causa desta história,eu olharia a situação com outros olhos. Se não aceitasse, tão longe julgaria.
" Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa?"

Página 131
Era isso pessoas, espero que tenham gostado, mas que principalmente vocês deem uma chance ao livro. Vale muito a pena!
Até a próxima. <3

Resenha: O Feitiço do Desejo

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016


Sinopse (Skoob): Os irmãos gêmeos Alex e Conner estão vivendo os piores dias de suas vidas. Para tentar alegrá-los, no aniversário de 12 anos, a avó os presenteia com o antigo livro de histórias que o pai costumava ler para eles, quando crianças, antes de dormir. E a magia volta a tomar conta da vida dos dois - de verdade! Assim como Alice chegou ao País das Maravilhas após cair num buraco do coelho, Alex e Conner são sugados pelo livro e vão parar dentro do mundo dos contos de fadas.





Oi gente, tudo bem com vocês?

Hoje é dia de resenha aqui no blog! Seguindo a regrinha de melhores livros, hoje trago minhas impressões deste livro que eu adorei!!! <3

O Feitiço do Desejo, é o primeiro livro da série Terra de Histórias, e é escrito pelo Chris Colfer, que para quem não sabe, interpretou um dos personagens de Glee. Por ele não ser um autor que eu conhecia e por esse detalhe específico, eu não sabia se o livro seria tão bom. Mas, eu estava super empolgada com o plot da história, que tem uma pegada de Once Upon a Time, como vocês viram na resenha. E sério gente, eu me apaixonei!

A história em si é em quase toda, bem previsível, mas isso não me atrapalhou de me encantar, o que é bom, pois são poucos os autores que conseguem impressionar mesmo quando sabemos para onde a história vai seguir.

Ver todos os contos de fadas se unindo, ver o depois do " Felizes Para Sempre",me encantou de tal forma, que ao longo da leitura me peguei sorrindo várias vezes hehe.

A grande missão do livro é algo bem empolgante, o livro no seu todo é uma grande aventura, e eu estava com saudade de viver uma aventura, e foi melhor ainda no Terra de História. Sem contar em com a construção do ambiente é incrível!

" Sua história nos mostra, que mesmo nas piores situações, mesmo quando parece que no mundo ninguém lhe dá valor, tudo pode melhorar, se você tiver esperança..."

Página 45

Depois de falar da história, que já é incrível, não poderia deixar de falar da melhor coisa da história, que é a construção dos personagens, em especial a Alex e o Conner. EU ME APAIXONEI POR ELES. Sério gente, eles são demais, a Alex é inteligente, amável e delicada. O Conner é engraçado ( ao extremo <3), com um humor incrível, e protetor. Acho que eles foram perfeitos para o livro. O Conner me arrancou várias risadas, VÁRIAS! Foi demais!

Não vejo a hora de ler o próximo, "O Retorno da Feiticeira", e espero amar tanto quando o primeiro. Recomendo para vocês. Vale a pena dar uma chance. <3

" ... O otimismo sempre vale a pena."

Página 133

Espero que tenham gostado pessoal, e que eu tenha empolgado vocês para começar mais essa série haha. Pois é, ao longo desses tempo vocês vão ver quantas séries vou começar. Espero conseguir terminar e cumprir minha meta do comecinho do ano hehe.

Beijos *-*

Tag: Livros e Redes Sociais

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Oi gente bonita! Como vocês estão?

Hoje trago a primeira tag do ano, que tem muito haver com a nossa geração. As Redes Sociais estão presentes em quase todos os aspectos da nossa vida. Nada mais legal que uni-las com livros, não é mesmo? Ela foi criada pelo canal faultydevices e traduzida pela Tatiana Feltrin. Espero que gostem ;)

1- Twitter: Um livro que você quer compartilhar com todo mundo:


Não adianta! Seu livro favorito sempre vai ser aquele que você vai querer que todos leiam. Amo essa história, amo o Nicholas Sparks e amo o que esse livro trouxe para mim. <3


2- Facebook: Um livro do qual você gostou muito e que foi recomendado por outra pessoa:


Mais um favorito da vida... Fazer o que? haha

Amo as indicações da Pam Gonçalves, e uma delas foi a de Um Caso Perdido. Já falei diversas vezes aqui no blog, como esse livro é incrível. Se você ainda nçao leu, por favor, leia!


3- Tumblr: Um livro que você leu antes de criar seu canal no Youtube (no caso, Blog), e do qual ainda não falou:


Não sei se já comentei em alguma tag, mas eu amo As Crônicas de Nárnia. Quando eu reler, com certeza vou fazer uma série de resenhas para o blog ;)

4- Myspace: Um livro que você não tem a intenção de reler:


Eu tinha tantas expectativas para esse livro, porque as pessoas falavam muito bem dele. Mas, para mim não foi tudo isso :/ Não tenho intenção de reler, mas quero assistir ao filme algum dia :)


5- Instagram: Um livro com uma capa bonita (ou, um livro "fotogênico"):


Ainda não li esse livro, ele foi um dos presentes que ganhei de aniversário *-* Então, esperem resenhas logo mais haha. Mas, ele é lindo. Achei a capa tão fotogênica, que não poderia citar outro livro.


6- Youtube: Um livro do qual você gostaria de ver uma adaptação para o cinema:


Atualmente, a série que eu mais queria que fosse adaptada é a de A Seleção. Eu ia surtar, porque faz tempo que acompanho a série, e seria a primeira vez que acompanharia no cinema.

Os direitos já foram comprados, resta torcer para eles produzirem de verdade. =(


7- Skype: Um livro com personagens com os quais você gostaria de conversar:


Imagina só, se eu pudesse conversar e saber mais detalhes sobre o mundo de Nárnia? Se pudesse falar com o Aslam? Seria incrível!!!

Era essa a tag gente, gostei muito de responder. Quais seriam os livros que vocês ligariam com as Redes Sociais. Deixa ai nos comentários ;)

Resenha: Garotas de Vidro

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016


Sinopse (Skoob): Lia está doente e sua obsessão pela magreza a deixa cada vez mais confusa entre a realidade e a mentira. Mas ela perde totalmente o controle quando recebe a notícia de que sua melhor amiga, Cassie, morreu sozinha em um quarto de motel. E o pior: Cassie ligou para Lia 33 vezes antes de morrer.








Oi, gente tudo bem com vocês?

Primeira leitura do ano e já começou forte. Como combinado, ia trazer para vocês somente as resenhas de livros que me marcassem e esse vocês PRECISAM ler!

Garotas de Vidro, traz a história da Lia, que depois da morte de sua melhor amiga, cai ainda mais profundo no seus distúrbios alimentares. E é muito triste acompanhar a caminhada dela ao longo do livro. Tudo o que eu pensava, era o quão triste é saber que existem meninas nesse mundo. Foi angustiante para mim ler sobre isso, imagina então viver esse drama.

A narrativa da autora é muito boa e a escrita dela é muito profunda, o que facilita entrar de cabeça no mundo da Lia. A todo momento queremos ajudá-la, mas sempre parece impossível.

" Ser vazia é ser forte e invencível."
Página 119

O livro é bem denso, e a leitura não é fácil, porque é difícil aceitar tudo aquilo. Por isso, em vários momentos tive que parar, respirar e até pensar um pouco sobre o que estava lendo. Foi realmente uma coisa nova para mim, porque nunca tinha lido nada sobre o tema, e nem mesmo sabia muita coisa sobre. E agora depois da leitura, tudo o que penso é:" por que?"

Por que existem tantos padrões? Por que precisamos respeitar o que uma determinada classe achou que era o bom? Por que isso entra nas mentes tão facilmente que nem percebemos? Como meninas que tem um futuro pela frente, abre mão de tudo? Como pais deixam tudo acima de seus filhos, que nem percebem pelo que passam? (...)

" Quando você está viva, as pessoas podem te machucar."
Página 266

Essas são umas das perguntas que o livro me trouxe. Uma reflexão majestosa sobre algo profundo, que tem que lidar primeiro dentro de si. Há muitos fantasmas, e eles sopram...Sopram e sopram.

Compartilhe com seus amigos a dica deste livro. Assim como A Lista Negra, a leitura dele é fundamental!

Beijos.

Resenha: Fazendo Meu Filme 1- A Estréia de Fani

terça-feira, 12 de janeiro de 2016


Sinopse (Skoob): Fazendo meu filme é um livro encantador, daqueles que lemos compulsivamente e, quando terminamos, sentimos saudade. Não há como não se envolver com Fani, suas descobertas e seus anseios, típicos da adolescência. Uma história bem-humorada e divertida que conquista o leitor a cada página.

Seja a relação com a família, consigo mesma e com o mundo; seja a convivência com as amigas, na escola e nas festas; seja a relação com seu melhor amigo e confidente. Tudo muda na vida de Estefânia quando surge a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima.

Oi, gente, como vocês estão? Espero que bem!

Já entrando nesse clima de um novo ano, trago a resenha de um livro que li no final do ano passado, começo de uma série e que já me apaixonei.

Paula Pimenta, é muito amada por vários leitores, e eu estava ansiosa para ler a série mais famosa da autora... E que começo, hein!

Como nos conta a sinopse, o livro em primeira pessoa, vai contando o cotidiano da Fani, uma menina de 16 anos, que ama DVDs, livros e ama ficar em casa com tudo isso junto. Tudo muda, quando uma oportunidade de fazer intercâmbio cultural surge, e o mundo dela começa a mudar.

Nesse primeiro livro, você encontra uma boa dose de nostalgia, pela identificação que temos da adolescência da Fani, é impossível ler sem se identificar com algum problema dela.

Confesso que quando iniciei a leitura, ela não me empolgou. Foi só lá depois da página 70, que o livro começou a me conquistar, e eu terminei com um sorriso no rosto, um aperto no peito e a vontade enlouquecida de ter a continuação comigo. Restante ai 3 livros, com certeza ainda vou me apegar a cada vez mais a série.

A Paula arrasou na ideia de que cada capítulo, começasse com uma frase ou parte de algum filme (que estava na lista de preferidos da Fani), porque era tão bom ver filmes conhecidos, e cada frase meio que antecipa o que virá no capítulo. Adorei e espero que os próximos continuem assim.

Por fim, Fazendo Meu Filme 1, me conquistou já me levando a ler os próximos o mais rápido possível. <3

PS: Não sei se faço resenha de todos, conforme eu for lendo, ou agora faço somente quando concluir a série. Comenta ai o que vocês preferem ;)

Diário: Avisos e mudanças

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016


Oi pessoas lindas, como vocês estão?

Fazia um tempão que eu não escrevia um post aleatório e juntamente com algumas coisinhas que queria avisar, resolvi trazer aqui para vocês :D

Um ano novo, além de trazer muitos planos e sonhos, traz também muita garra em fazer as coisas melhorarem. Esse ano vai ser muito especial para o blog, porque vai haver muitas mudanças boas, várias coisas que virão para somar ao que o blog já é. Uma dessas coisas, foi uma ideia que surgiu desde o ano passado e que finalmente resolvi colocar em prática.

O costume aqui no blog e até uma meta que eu tinha colocado para mim, era fazer resenha de todos os livros que eu lia, então qualquer leitura eu vinha e fazia resenha. O que estava acontecendo, era que alguns livros não "mereciam" uma resenha especial. Não sei se vocês vão entender, mas existem livros que tem um " Q " diferente, e são exatamente esses que eu quero loucamente indicar para todo mundo. Já outros, são livros "normaiszinhos", sem muita diferença, que lemos, é legal, mas só. Então, para não vir aqui, reservar um post especial para esses livros normais, resolvi mudar o negócio hehe.

A partir deste mês, postarei resenha somente dos livros que eu achar que foram maravilhosos e que vocês precisam saber sobre eles. Mas, para vocês ficarem a par do que eu estou lendo, a cada final de mês, vou fazer um post com as " Leituras do Mês" :D

Sendo assim, o blog fica mais dinâmico, porque nesses posts vou falar minha opinião básica do livro e uma resenha especial para os que ganharem a minha atenção.Ok? *-*

Espero que curtam a mudança e que facilitem até para vocês. Qualquer dica, comenta nos comentários! <3

Beijos, até a próxima!!!

Projeto: Lendo Harry Potter

terça-feira, 5 de janeiro de 2016


Oi gente, como vocês estão?

Em outro post, tinha comentado que uma das minhas metas para 2016 era ler Harry Potter e hoje trago para vocês o Projeto que estou participando. *-*

Ele foi criado pela Ju do Nuvem Literária ( www.nuvemliteraria.com), e vai começar em Fevereiro. A ideia é ler cada livro da série, em cada mês, e assim ir discutindo as impressões dos livros. Estou supeer empolgada!

Para quem tiver interesse, é super fácil participar: basta publicar em alguma rede social que você está participando, com a hashtag #NuvemEmHorgwarts. e depois preencher o formulário. Super simples não é mesmo? :D ( Link para o vídeo com o formulário e regrinhas: AQUI )

Como já tinha comentado, quero ler nessa edição maravilhosa e ao longo do projeto, também vou contar minhas impressões aqui.

Beijos <3

Top 5: Metas literárias 2016

Oi gente, tudo bem com vocês?

Um novo ano começa e eu estou super empolgada com o que pode vir de boas histórias para 2016. No ano passado eu li 56 livros e eu fiquei super feliz com isso, então nesse ano decidi colocar como meta 80 livros. Não sei se vou conseguir, mas espero me esforçar para isso, porque quero aumentar meu ritmo de leitura e assim poder conhecer mais histórias incríveis!

Contudo, o que trago hoje nesse primeiro top 5 do ano, são minhas principais metas, ou seja, aquelas que eu vou ler em 2016, com toda certeza. Todas elas são livros que ainda não tenho, por isso a prioridade de colocá-las como principais. Espero que gostem:


1- HARRY POTTER:


Sim, nunca li HP. E sim, estou super empolgada!

A Ju, do Nuvem Literária, criou um projeto para 2016 " Lendo Harry Potter", então unida com a minha vontade de ler, já estou participando. Para quem tiver interesse, vou postando tudo aqui ao longo das leituras ;)

Estou morrendo por essa edição, quero muito ler os livros nela <3


2- ONCE UPON A TIME ( DESPERTAR E ANTOLOGIA DE CONTOS):




Acho que nunca falei aqui o blog, mas sou completamente apaixonada pela série Once Upon a Time, e há muito tempo quero comprar e ler essas belezuras *-*

O primeiro, é o livro que conta toda a história da primeira temporada, e o segundo é a reunião de todos os contos que deram origem a série. Se você assim como eu é fã, esse dois livros são essenciais e eu os coloquei como meta de 2016 ;)


3- TERMINAR OS LIVROS DO NICHOLAS SPARKS:

Para quem não sabe, o Nicholas Sparks é um dos meus autores favoritos, e inclusive um dos livros dele é o meu favorito da vida ( O Casamento <3), e como fã, é uma vergonha ainda não ter terminado de ler as obras dele hehe. Não vou colocar as fotos, mas vou listar aqui os que faltam: O Guardião, Um Amor para Recordar, Uma Curva na Estrada, O Resgate, Uma Longa Jornada, A Escolha, Três Semanas com Meu Irmão, À Primeira Vista.

São muitos, mas espero conseguir. *-*


4- RELER ALGUM LIVRO:

É uma meta até que simples, mas na prática isso não acontece. Desde o ano passado venho querendo reler algum livro meu, especificamente os favoritos ( O Casamento, Um Caso Perdido, A Culpa é das Estrelas), então decidi colocar como meta a releituras de um deles. :D


5- FINALIZAR: SÉRIES, TRILOGIAS, DUOLOGIAS E QUEM SABE ALGO MAIS:

Acho que essa é uma meta para todo mundo haha. Mas em 2016, quero encerrar tudo o que ainda está inacabado na estante hehe. Se essa meta for possível e eu conseguir, quero ainda acrescentar outros livros de um mesmo autor que gostaria de ler também. Isso claro, depende do meu empenho em "encerrar" essas histórias.

Espero conseguir realizar todas essas metas, e ainda encaixar outras que ao longo do ano virão. Animem-se ai, porque vem muita coisa boa também para o blog!

Beeeijos <33333

Resenha: Apenas Um Dia

sábado, 2 de janeiro de 2016


Sinopse (Skoob): A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida.



Oi gente, como vocês estão?

Para a resenha de hoje, trago o livro Apenas Um Dia, que me surpreendeu bastante!

Comecei a ler esse livro sem grandes expectativas, pois já tinha lido Se eu ficar da mesma autora, e me decepcionei muito. Então, comecei esperando bem pouco.

Até a página 130, estava bem chato. Minha leitura estava arrastada e eu totalmente desanimada. Porém, como um passe de mágica, a partir da página 131 ( parece brincadeira haha), eu comecei a devorar o livro. A narrativa melhorou muito, a leitura ficou gostosa e fluída, e eu me apaixonei por essa história. <3

" E se a verdadeira pergunta não se referir a ser, mas a como ser?"

Página 11

Allyson é uma personagem fácil de interagir e estar dentro da cabeça dela me fez entender todos os dilemas que ela passa ao longo da história. O livro em si, é totalmente focado nela, nas descobertas que ela faz sobre quem é, quem realmente quer ser. Conforme ela se liberta de alguns conceitos, nós também vamos nos libertando dos nossos e isso é incrível!

" Nascemos em um dia. Morremos em um dia. Podemos mudar em um dia. E podemos nos apaixonar em um dia. Qualquer coisa pode acontecer em apenas um dia."

Página 135

Willem é um personagem que não me conquistou. Ele é fofo em vários momentos, e tem umas sacadas geniais, mas é tudo muito confuso...( vou parar senão vou dar spoiler hehe).

Então, foi difícil me conectar, talvez na continuação que é Apenas Um Ano, eu consiga entende-lo melhor, já que o segundo livro é na visão dele, e na verdade estou muito empolgada, pois Apenas Um Dia acaba em uma hora que não era para acabar sabe? haha

Enfim... Esse foi um livro que me conquistou ao longo da história, me mostrou o valor do tempo, o valor das pessoas, mas principalmente mostra o valor de quem você é. Ser quem você quer ser, não o que alguém dita para você. Acho que isso é uma mensagem muito importante, muitas pessoas precisam se libertar das máscaras que se escondem.

Feliz 2016, que esse ano venha repleto de leituras boas hehe! ( Fiquem ligados nos posts de metas para esse ano).

Era isso pessoas lindas <3 Até mais!