Resenha: O Presente

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015


Sinopse (Skoob): Todos os dias, Lou Suffern luta contra o tempo. Ele tem sempre dois lugares para ir, tem sempre duas coisas a fazer. Quando dorme, sonha com os planos do dia seguinte, e, quando está em casa, com a esposa e os filhos, sua mente está, invariavelmente, em outro lugar.

Numa manhã de inverno, Lou encontra Gabe, um morador de rua, sentado no chão, sob o frio e a neve, do lado de fora do imenso edifício onde Suffern trabalha.

Os dois começam a conversar, e Lou fica muito intrigado com as informações que recebe de Gabe; informações de alguém que tem observado uniões improváveis entre os colegas de trabalho de Lou, como os encontros da moça de sapatos Loubotin com o rapaz de sapatos pretos...

Mas logo o executivo arrepende-se de ajudar Gabe: sua presença o perturba. O ex-mendigo parece estar em dois lugares ao mesmo tempo, e, além disso, Gabe lhe fala umas coisas muito incomuns, como se soubesse do que não deveria saber...

Quando começa a entender quem é realmente Gabe, e o que ele faz em sua vida, o executivo percebe que passará pela mais dura das provações.

Esta história é sobre uma pessoa que descobre quem é. Sobre uma pessoa cujo interior é revelado a todos que a estimam. E todos são revelados a ela. No momento certo.

Oi gente, tudo bem com vocês?

Seguindo esse mês temático, trago mais uma leitura natalina para vocês. Confesso que amei os dois livros Natalinos que li, ambos trouxeram mensagens boas e que já despertaram aquela magia do Natal <3

O Presente, é o segundo livro que eu leio da autora, sendo o primeiro PS: Eu Te amo, que particularmente preferi o filme hehe. Mas, falando desse aqui, posso dizer que gostei ainda menos do que o outro :/

Embora seja uma história com uma pitada de mistério, e na verdade é isso que nos faz querer avançar na leitura, não me convenceu. Faltou um algo a mais, algo que realmente fizesse com que eu apegasse a história.

A mensagem de Natal, sobre perceber quem você realmente é, suas prioridades, saber valorizar as pessoas que estão perto de você é visível no livro, e nos ensina bastante.Mas não sei como explicar, o livro não é aquela história marcante que imprime em você a mensagem, que você leva para sempre junto de si. É mais, pequenas reflexões que você vai fazendo ao longo da leitura.


" Há vários tipos de alertas para despertar, mas somente um é importante."

Página 126

Uma coisa que gostei, mas desgostei no final, foi o avanço do Lou, o personagem principal, pois ao longo do livro ele vai mudando suas atitudes, mas é bem aos poucos e isso eu achei super real, porque ninguém muda de uma hora para outra, tudo é um processo e eu gostei que a Cecelia levou o livro para esse caminho.

Em geral, foi uma leitura proveitosa, mas que não teve altos apelos sobre mim, tanto que dei 3 estrelas no skoob. Mas, para ser sincera, ano que vem quero fazer o mesmo projeto e ler ainda mais histórias de Natal <3


" É o tempo, o que nunca temos em quantidade suficiente. É o tempo que causa guerra dentro de nossos corações. Devemos usá-lo com sabedoria. O tempo não pode ser embrulhado para presente e deixado embaixo de uma árvore na manhã de Natal.
O tempo não pode ser dado. Mas pode ser compartilhado."


Página 253

Essa foi a última resenha de Leitura Natalina, e eu espero que vocês tenham mesmo gostado! <3 Até mais.


Nenhum comentário

Postar um comentário