Resenha: Fiquei com o seu número

terça-feira, 3 de novembro de 2015


Sinopse (Skoob): A jovem Poppy Wyatt está prestes a se casar com o homem perfeito e não podia estar mais feliz... Até que, numa bela tarde, ela não só perde o anel de noivado (que está na família do noivo há três gerações) como também seu celular. Mas ela acaba encontrando um telefone abandonado no hotel em que está hospedada. Perfeito! Agora os funcionários podem ligar para ela quando encontrarem seu anel. Quem não gosta nada da história é o dono do celular, o executivo Sam Roxton, que não suporta a ideia de haver alguém bisbilhotando suas mensagens e sua vida pessoal. Mas, depois de alguns torpedos, Poppy e Sam acabam ficando cada vez mais próximos e ela percebe que a maior surpresa da sua vida ainda está por vir.

Olá gente, tudo bem com vocês?

Lembra que eu tinha falado em algum post sobre o Kindle Unlimited? Pois então, esse livro foi umas das leituras que tinha disponível no catálogo da Amazon, não deixem de aproveitar ;)

Fiquei com o seu número, é daquelas leituras fluídas e que você mal percebe quando o livro acaba. Você vai passando as páginas, se envolvendo com a história e no final, pronto... Você fica apaixonada!

Mas falando sobre as minhas impressões, esse foi o primeiro livro que li da autora, e com certeza não vai ser o último, pois a escrita dela é empolgante.
" Mas a gente não percebe, não é? O momento surge, a gente comete o erro terrível e ele acaba, e a chance de fazer qualquer coisa já era."

Poppy é a protagonista mais engraçada que conheci, ela se mete em cada enrascada que você não acredita, e são esses momentos os culpados por boas gargalhadas durante a leitura.

Porém o livro não trás só a confusão que ela encontra, ou as coisas engraçadas que ela faz, e foi isso que eu mais amei. A autora abordou muito bem alguns conflitos que a Poppy tinha com ela mesma, e algumas barreiras que ela tinha que superar em sua personalidade, como insegurança, falta de confiança em si mesmo, e a atitude de querer agradar a todos sendo alguém que definitivamente ela não era. Essas partes deixou o livro bem real, pois sendo um Chick lit ( gênero que aborda as questões femininas), ele abordou bem esses problemas.

" Você está certo. Todo mundo erra de um jeito idiota. Todo mundo se deixa levar. Somos distraídos por coisas que não são... não são reais."

Tudo o que posso dizer, é que amei a leitura e recomendo. Um livro leve e que ainda aborda questões importantes é quase leitura obrigatória haha ( sem contar que em vários momentos você se identifica com a Poppy, é incrível! )

Era isso gente, espero que tenham gostado!

PS: Não coloquei o número da página nos trechos, pois li pelo aplicativo do Kindle, e lá ele só mostra a porcentagem de leitura :(

Beijos <3

Nenhum comentário

Postar um comentário