Resenha: Amor em jogo

quinta-feira, 26 de novembro de 2015


Sinopse (Skoob): Ashtyn Parker já está acostumada a ser abandonada, e aprendeu a não se deixar envolver demais em nenhum relacionamento. Quando sua irmã mais velha volta para casa, depois de dez anos, com um enteado a tiracolo, ela não quer saber de nenhum dos dois. O que Ashtyn não esperava é que o tal garoto mal-encarado e sem nenhum limite seria também... Irresistível.

Depois de ser expulso do colégio interno em que estudava, Derek Fitzpatrick não teve outra escolha senão ir morar com a esposa de vinte e poucos anos de seu pai, que está viajando pela Marinha. Além de ter que aturar a madrasta, ele recebe a notícia de será obrigado a se mudar da Califórnia para sua cidade natal, Illinois. A vida não tinha mesmo como ficar pior...


Oi gente, tudo bem com vocês? Hoje trago a resenha de Amor em Jogo, mais um dos livros que li pelo Kindle, e que amei.

Esse livro, tem uma narrativa bem rápida e fluída, os capítulos se alternam entre o Derek e a Ashtyn, que são os protagonistas da história, e na verdade isso só fez a narrativa ficar ainda melhor, pois dois pontos de vista de uma mesma história, de duas pessoas completamente diferentes, dá um ar leve e ao mesmo tempo intenso a história.

"...porque é um saco sentir que sua família nem se importa se você existe."

Intenso. Essa é a palavra certa para resumir várias partes do livro, porque embora ele seja engraçado e tenham uma pegada jovem em vários momentos, ele levanta questões muito importantes. A Ashtyn, joga futebol americano no livro, e isso é muito bem desenvolvido na história, pois ela tem que enfrentar muito preconceito, pelo que a sociedade afirma ser um "esporte masculino", e é maravilhoso e ao mesmo tempo revoltante acompanhar a luta dela pelo seu espaço.

" Sou a namorada alegrinha mesmo quando não quero ser."

Por mais que ela tenha toda essa força em lutar por seu lugar no esporte, diversas vezes ela escorrega no quesito agradar e ser quem ela definitivamente não é. É algo que é trabalhado ao longo do livro, e que muitas vezes dói, pois ela se rebaixa a nada. Em um momento é a Ashtyn forte e decidida, em outros é uma Ashtyn falsa e triste.

Infelizmente é algo que ocorre com diversas pessoas.

" Ele acha que amor é uma bobagem completa."

Obviamente, Derek e Ashtyn acabam tendo uma atração muito grande, e você torce a todo instante para que dê certo, porque eles fazem o tipo de casal de tirar suspiros. Mas livro vai bem além disso, e há diversas barreiras a serem superadas por ambos, e é dai que tiramos toda a intensidade da história.

" Confiar. Essa palavra feia novamente."

Li o livro muito rápido, ele realmente me prendeu, mas acabei dando 4 estrelas para ele, pois achei que o final foi meio corrido e merecia um algo a mais. Sei lá, me empolguei e me envolvi a história toda, e o final deixou um pouco a desejar.

Mas eu recomendo a história, é leve, traz ensinamentos maravilhosos e com certeza é um livro intenso. Não é um livro para chorar, mas sim para aperto de coração, sabe?

" Acho que ter esperança é melhor do que desistir e pensar que a vida vai ser uma droga para sempre."

Espero que tenham gostado!

Até mais, beijos <3

Top 5: Histórias de Amor

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Hello gente!!! Tudo bem com vocês? Hoje trago mais um top 5, que eu amo fazer, e alias, hoje é sobre algo que amo. Histórias de amor. Com vocês as melhores:


1- O CASAMENTO- NICHOLAS SPARKS


Esse não podia faltar <3

Os livros do Nicholas geralmente são bem clichês ( e eu amo), mas em especial esse é totalmente diferente. Além de retratar um amor de um casal de já estão casados há trinta anos, há todo o desafio de segundas chances, erros, perdão e tudo isso junto. Meu livro favorito do Nicholas e um dos favoritos da vida.


2- A CULPA É DAS ESTRELAS- JOHN GREEN


Previsível, mas verdadeiro. A história da Hazel e do Gus me conquistou. Todo o livro é um grande aprendizado, e ele retrata bem a intensidade de um amor verdadeiro, e a simplicidade de aproveitar o agora. Muito amor.


3- UM DIA- DAVID NICHOLLS


Já perdi as contas das vezes que citei esse livro, mas fazer o que né? Emma e Dexter estão no meu coração. É a mais longa história de amor, 20 anos de muitos desafios, mudanças, e amor. É incrível! ( O filme é lindamente lindo haha).


4- UM CASO PERDIDO- COLLEN HOOVER


Repetitivaaaaa. Sou mesmo.

Mas esse livro, além de ser um new adult, tem uma história linda dos protagonistas. Amo o Holder e a Sky, amo a história que se desenvolve, tão cheia de mistério e intensidade. É um livro dolorosamente lindo.


5- COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ- JOJO MOYES




Confesso que minha última escolha foi difícil, e me surpreendi quando decidi por esse livro. Ele é tão fora da minha zona de conforto e da minha ideia de "ideal" para uma história de amor, que quando o coloquei nessa lista fiquei surpresa. Mas quando parei para pensar no impacto que ele teve em mim, não pude deixar de mencioná-lo. Esse livro é peculiar e delicado, com um misto de uma protagonista intensa e espirituosa, e um amor impossível. Tá ai, uma das histórias de amor mais linda. <3

Gente, quero deixar bem claro que esta lista foi super difícil de fazer, e que um a segunda edição é programação confirmada por aqui, afinal, romance é meu gênero favorito.

Espero que tenham se apaixonado e se inspirado. Se ainda não mergulharam nessas histórias de arrancar suspiros e lágrimas, corram!

Beijos <3

Diário: A Esperança- O final, assento que balança(dbox) e a melhor pessoa do mundo

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Oi gente, tudo bem com vocês?

Inspirada por tanta coisa legal que me aconteceu hoje, decidi criar um quadro aqui no blog. Ele será sobre coisas aleatórias ( de onde tirei o nome haha), e acontecerá a partir de algo que eu queira compartilhar, fora da programação oficial do blog, beleza?

Para começar, hoje assisti o filme A Esperança- O final, e pirei. Amei o filme do começo ao fim, e ele foi bem fiel ao livro, o que é bem legal.

Outra coisa bem interessante, foi a interação do pessoal que estava na sala de cinema, com certeza eram pessoas leitoras e que esperaram tanto aquele final. Palmas e gritinhos foram só alguns detalhes para deixar o filme ainda melhor.

Agora dando uma de blogueira haha, recomendo a série de livros e todos os filmes. São maravilhosos, trazem uma mensagem de crítica social que é incrível.

Ainda na sessão cinema, quero indicar o " assento que balança" ou dbox para os menos bobos do que eu. É muito legal gente, principalmente em filmes de muita ação, é muita interação e eu me rachei de rir. Foi muito engraçado, ainda mais quando é com a melhor pessoa do mundo. *-*

Não, não vai ser uma das minhas crônicas, mas achei importante falar disso hoje, pois há momentos específicos em nossa vida onde percebemos coisas. E hoje eu descobri como é maravilhoso fazer as coisas que gostamos, quando estamos ao lado de pessoas que nos empolgam, pessoas que amamos e que são as melhores. Poxa, tenho muita sorte!

É fácil deixar momentos felizes se corromperem, parece que o mundo gira em torno disso, mas quando você tem esse click, meio que um despertar, você tem forças para deixar que esses momentos pendurem. E que sejam sempre assim.

Genteeee, que feriadinho bom. Deus, por favor, mais dias como esse!


Pessoal, era isso, alias, esse post vai ser até um brinde! Postando na sexta, três posts essa semana hein ;)

Espero que gostem dessa ideia, porque vou falar de muitas coisas aqui, vai ser um espaço mais pessoal, ligado a assuntos do cotidiano e quaisquer outros que me vier a mente.


Beijos <3

Resenha: Ídolo Teen

quinta-feira, 19 de novembro de 2015



Sinopse (Skoob): Não acontece muita coisa na pequena cidade de Clayton, em Indiana. Pelo menos não até a chegada da sensação do cinema teen americano, Luke Striker, à cidade. Jen Greenley, uma adolescente popular e boa em dar conselhos e resolver os problemas dos outros, é escolhida para ser seu cicerone pela escola. Ela é tão boa em dar conselhos e guardar segredos que se tornou a conselheira anônima do jornal da escola. Ainda que resolver os problemas dos outros não faça os seus - como o de não ter namorado - desaparecerem, mesmo assim é divertido.

Oi gente, tudo bem com vocês?

Hoje trago mais uma resenha aqui para o blog, e na verdade ela é bem especial. Esse livro, como vocês já viram é da Meg Cabot, e esse foi o primeiro livro que li dela. Já posso adiantar que amei a escrita da autora, e não vejo a hora de mergulhar nos outros livros.

Ídolo Teen, é narrado em 1ª pessoa pela Jen, que é uma estudante de uma escola em Indiana, uma cidadezinha bem pequena e sem nada de importante. Até que como sabemos, Luck Striker, uma estrela do cinema aparece em sua escola, e é dai que a história se desenrola.

Confesso que quando li a sinopse, esperava um livro BEM clichê sobre uma menina simples, que se apaixona pelo astro e blá blá blá. Porém este livro aqui, é surpreendente. Ele foi por um caminho que nunca achei que iria, o que me fez amar a leitura.

" Notei que algumas vezes, quando as pessoas estão para ir embora, brigam com a gene sem motivo. É como se fosse mais fácil para elas dizer adeus se estiverem furiosas do que ainda gostando da gente."

Além dessa narrativa que sai do convencional, a autora trabalhou de uma forma bem legal, temas da vida dos adolescentes. Durante a narrativa, em forma de cartas, a autora levanta problemas, muitas vezes simples, outras vezes importantes do adolescente. Com esse tipo de narrativa, ela abordou vários casos, alguns de fazer dar gargalhadas, e outros de doer o coração.

" Os olhos de Vera, como sempre, encheram-se de lágrimas enquanto os mugidos aumentavam de volume à medida que ela prosseguia pela passarela."

Não sei como explicar, mas esse livro é leve, mas muito denso ao mesmo tempo. Trata questões tão importantes, como o bullying na vida escolar e o que as pessoas que sofrem passam, sobre esteriótipos, que são tão comuns no universo da escola e outras coisas que ela vai ressaltando ao longo da leitura.

" Seja você mesma. É o que ela vive dizendo."

Embora trate desses assuntos, o tema principal do livro é sobre quem você, e além disso, o que você pode provocar no lugar onde está. Fala sobre não se acomodar, sobre causar uma mudança. E como isso se desenvolve no livro, é incrível!

Por fim gente, Ídolo Teen acabou sendo um livro leve que me trouxe muitas lições. Já percebi que Meg Cabot arrasa. E sim, ELA É RAINHA!

" A vida é curta. Se a gente não tentar coisas novas, nunca vai saber o que consegue fazer melhor. E só se pode abrir tempo para as coisas novas deixando de lado as coisas que a gente sabe que não funcionaram para a gente."

Bom pessoal, foi isso. Leiam esse livro, recomendo bastante! <3

Beijos, até mais!

PS: Essa foi mais uma leitura pelo Kindle Unlimited. :D

Crônica: Melhores planos

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Oi gente, tudo bem com vocês?

Em meio a tantos trabalhos, sentei em uma noite chuvosa, e coloquei a mente para funcionar. As palavras vieram. As frases se tornaram texto. E em um texto tem todo um sentimento para um final de ano corrido. Espero que curtem e se identifiquem. <3


Pés no chão. Pensamentos voando. É assim que me encontro agora, totalmente alheia ao que pode ou não acontecer.A vida tem passado depressa, mas as vezes o relógio para e a vejo como em uma câmera lenta e isso me traz tranquilidade. As vezes tudo o que preciso é desacelerar.

Quero um abraço apertado ao invés de uma mensagem rápida. Quero sorrisos ao vivo ao invés de somente ouvi-las pelas ondas sonoras no celular. Quero a realidade. Quero a simplicidade. Quero você.

Mas a vida não é um pedido Delivery, nem pura mágica. Ela é absurdamente real. E esses meus devaneios ficarão guardados dentro de mim, nem sei se um dias sairão do mundo dos sonhos. A vida é assim.

A hora voou. O relógio voltou a funcionar. Mando uma mensagem. Ouço suas risadas. Imagino seu abraço. Fecho os olhos com um aperto no peito, esperando o dia em que poderá ser real. O dia.

Chega de pensar. A hora continua passando. Você não sai dos meus planos. Você é meus melhores planos. Planejo uma vida.. E essa vida tem você, eu e o simples, que pode ser mirabolante se for com você.

Uma boa noite de sono. Amanhã: novos planos ( e todos incluem você).

Tag: Perguntas Literárias

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Oi gente, tudo bem com vocês?

Hoje trago mais uma tag aqui para o blog. Ela foi criada pela Ana Vitorino do canal Como Respira, e é super legal! Espero que gostem. <3

1- A capa mais bonita da sua estante:

Demorei para escolher uma, mas uma das mais bonitas ( porque são várias), e que sempre me vem a cabeça é a capa de Um Dia do David Nicholls. Gosto dela pois ela é super romântica e é a minha cara ( Trakinas <3).




2- Se pudesse trazer um personagem da ficção para a realidade, qual seria?

Traria a America de A seleção. Amo quem ela é na série, dei várias gargalhadas com ela e acho que nos daríamos muito bem ( imagina se isso fosse mesmo possível, seria uma festa).

3- Se pudesse entrevistar um autor(a), qual seria?

Entrevistaria meu autor favorito, Nicholas Sparks e perguntaria como ele pôde escrever livros tão incríveis *-*

4- Um livro que você não leria de novo? Por que?

O Jantar de Herman Koch, porque foi um livro chato, que me decepcionou em história e em conclusão.

5- Um casal?

Não queria ser repetitiva, mas a Emma e o Dexter são inesquecíveis, um dos melhores casais <3

6- Dois vilões?

Feiticeira Branca ( As Crônicas de Nárnia), Presidente Snow ( Jogos Vorazes). Acho que não sou ligada tanto assim em vilões, ou pelo menos ainda não li um livo que tenha um grande vilão. :P

7- Um personagem que você mataria?

Eitaaaaaaaa, que mataria o Rei Clarckson de A Seleção ( se bem né...)

8- Se pudesse viver em um livro, qual seria?

Repetitiva! Sou mesmo haha. Viveria em A Seleção, porque amo esse mundo de príncipes e princesas, por mais que lá não seja um mar de rosas para as castas baixas... E aliás, eu nem sei onde eu cairia hehe. ;)

9- Qual o maior e o menor livro da sua estante?

Maior: Um conto do destino - Mark Helprin

Menor: A hora da estrela- Clarisse Lispector


Foi isso gente, espero que tenham gostado! Me contem suas respostas também ;)
Beijos, até a próxima <3

Resenha: Belo Desastre

terça-feira, 10 de novembro de 2015


Sinopse (Skoob): Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade.

Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa e deseja evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura. E é então que eles se envolvem em uma relação intensa e conturbada, que pode acabar levando-os à loucura.

Oi gente, como vocês estão?

É... está cada vez mais corrida a minha vida. Final de semestre, muitos trabalhos, primeiro emprego, enfim... Mas, estamos aqui, firme e forte para mais uma resenha :D

Esse livro é mais um dos que eu li pelo aplicativo do Kindle. Se vocês ainda não aproveitaram essa promoção, corram lá! (Kindle Unlimited)

Quero começar essa resenha falando que se você um dia for ler esse livro, prepare-se para sentir: confusão, raiva, desespero e mais um monte de sentimentos. Meu Deus, que livro confuso, pensando bem, que personagem confusa.

A Abby, que é a nossa protagonista, é tão complicada quanto aparenta ser no começo da história, fui pega totalmente de surpresa pela inversão de papéis ( para quem já leu vai entender), poxa, que loucura!

" Isso é pra sempre Travis. - Nós também somos."

Confesso que tive problemas com a narrativa, não com a escrita da autora em si, mas com o desenrolar do livro. Algumas vezes ele me empolgava MUITO, sem hesitação eu lia muitas páginas de uma vez, porém outras vezes, me deparava com uma narrativa lenta e repetitiva ( já que eu estava cansada dos " chiliques " da Abby).

Eu entendo que muitas coisas foram colocadas ali, para conhecermos as fraquezas e dores dos personagens, mas eu não sou obrigada a gostar de todas as partes, certo? Certo.

" Não era apenas eu nem apenas ele, era o que nós formávamos juntos."

Apesar desses momentos que não me agradaram, eu gostei do livro. Me diverti bastante, embora ele traga alguns momentos bem tensos durante a leitura.

O romance é puro amor ( por um lado), e eu me peguei dando vários suspiros ( ou vários bufos de raiva haha).

Acho que o que acabou me fazendo dar 3 estrelas lá no Skoob, foi o final. Eu realmente não esperava aquilo, me pegou de surpresa de um modo muito bom. Adorei!

Esse livro faz parte de uma trilogia ( se é que podemos chamar assim), sei que o próximo é pela visão do mocinho ( Desastre Iminente), e ainda tem mais um ( Belo Casamento), que não sei de quem é a visão hehe. Por enquanto, não vou ler nenhum dos dois, por mais que tenha adorado o final, não quero voltar agora para essa história.

Nossa, parece que a resenha foi um pouco negativa haha, mas eu gostei e recomendo o livro, só que não podemos somente apontar as coisas boas. Crítica é assim ;)

Era isso pessoal, espero que tenham gostado! Até a próxima <3

Top 5: Trilogia/Séries que ainda quero ler

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Olá pessoal! Tudo bem com vocês?

Que saudade de escrever aqui no blog, estou em uma semana de muita correria na faculdade, no meu emprego ( vou escrever um post sobre isso, pois para quem não sabe, eu ainda não trabalhava, e meu emprego vai render muitos posts por aqui :D Aguardem!), enfim, em várias coisas. Porém, não deixando o blog desatualizado, vamos a mais um Top 5, yeahhh!

Desta vez, trouxe as trilogias ou séries que ainda não li, mas que morro de vontade e que lerei o mais breve possível:


1- HARRY POTTER- J.K ROWLING


Pois é, parece inacreditável, mas eu não sou da Geração H.P, então morro de vontade de ler porque todas pessoas que já leram falam TÃO bem que é como uma obrigação ler a série hahaha. Pretendo muito em breve tirar esse atraso.


2- O DIÁRIO DA PRINCESA- MEG CABOT


É... Me parece que por enquanto só está rolando série antiga hehe. Sei que séries como essa são boas e tem muitas pessoas que indicam, então tenho que aproveitar leituras antigas também.

Gosto muito do filme O diário da Princesa, e sei que vou me deliciar com os livros ( e quantos livros hein! )

PS: A foto está desatualizada, pois esse mês lançou o décimo primeiro livro: O casamento da princesa. Afinal, essa série não é mais antiga né? <3


3- PERCY JACKSON- RICK RIORDAN


Estou com saudades de ler alguma coisa de aventura e sei que essa série é amada por muitos leitores. Então, eis ai mais uma para a lista!


4- MÉTRICA- COLLEEN HOOVER


Colleen não podia faltar né? <3

Pois é, sou apaixonada pelos livros e pela escrita da autora, e esses são uns dos livros que ainda faltam para eu ler. Pelo que sei, Métrica arranca suspiros *-*


5- PRETTY LITTLE LIARS- SARA SHEPARD


Por ter amor incondicional pela série de TV e por querer saber as mudanças que tem nos livros, quero muito ler essa série ( imensaaaaa ). Haja grana para esse tanto de livro haha

PS: A foto também está desatualizada, pois a série está no décimo terceiro livro, sem contar os extras. Porém não achei nenhuma foto que incluísse todos :(


Era isso gente, como vocês viram eu tenho muita leitura pela frente, já que a maioria são séries enormes.

Espero que tenham gostado!

Beijos, até a próxima <3

Resenha: Fiquei com o seu número

terça-feira, 3 de novembro de 2015


Sinopse (Skoob): A jovem Poppy Wyatt está prestes a se casar com o homem perfeito e não podia estar mais feliz... Até que, numa bela tarde, ela não só perde o anel de noivado (que está na família do noivo há três gerações) como também seu celular. Mas ela acaba encontrando um telefone abandonado no hotel em que está hospedada. Perfeito! Agora os funcionários podem ligar para ela quando encontrarem seu anel. Quem não gosta nada da história é o dono do celular, o executivo Sam Roxton, que não suporta a ideia de haver alguém bisbilhotando suas mensagens e sua vida pessoal. Mas, depois de alguns torpedos, Poppy e Sam acabam ficando cada vez mais próximos e ela percebe que a maior surpresa da sua vida ainda está por vir.

Olá gente, tudo bem com vocês?

Lembra que eu tinha falado em algum post sobre o Kindle Unlimited? Pois então, esse livro foi umas das leituras que tinha disponível no catálogo da Amazon, não deixem de aproveitar ;)

Fiquei com o seu número, é daquelas leituras fluídas e que você mal percebe quando o livro acaba. Você vai passando as páginas, se envolvendo com a história e no final, pronto... Você fica apaixonada!

Mas falando sobre as minhas impressões, esse foi o primeiro livro que li da autora, e com certeza não vai ser o último, pois a escrita dela é empolgante.
" Mas a gente não percebe, não é? O momento surge, a gente comete o erro terrível e ele acaba, e a chance de fazer qualquer coisa já era."

Poppy é a protagonista mais engraçada que conheci, ela se mete em cada enrascada que você não acredita, e são esses momentos os culpados por boas gargalhadas durante a leitura.

Porém o livro não trás só a confusão que ela encontra, ou as coisas engraçadas que ela faz, e foi isso que eu mais amei. A autora abordou muito bem alguns conflitos que a Poppy tinha com ela mesma, e algumas barreiras que ela tinha que superar em sua personalidade, como insegurança, falta de confiança em si mesmo, e a atitude de querer agradar a todos sendo alguém que definitivamente ela não era. Essas partes deixou o livro bem real, pois sendo um Chick lit ( gênero que aborda as questões femininas), ele abordou bem esses problemas.

" Você está certo. Todo mundo erra de um jeito idiota. Todo mundo se deixa levar. Somos distraídos por coisas que não são... não são reais."

Tudo o que posso dizer, é que amei a leitura e recomendo. Um livro leve e que ainda aborda questões importantes é quase leitura obrigatória haha ( sem contar que em vários momentos você se identifica com a Poppy, é incrível! )

Era isso gente, espero que tenham gostado!

PS: Não coloquei o número da página nos trechos, pois li pelo aplicativo do Kindle, e lá ele só mostra a porcentagem de leitura :(

Beijos <3