Resenha: A droga da obediência

quinta-feira, 29 de outubro de 2015


Sinopse (Skoob): Num clima de muito mistério e suspense, cinco estudantes — os Karas — enfrentam uma macabra trama internacional: o sinistro Doutor Q.I. pretende subjugar a humanidade aos seus desígnios, aplicando na juventude uma perigosa droga! E essa droga já está sendo experimentada em alunos dos melhores colégios de São Paulo.

Esse é um trabalho para os Karas: o avesso dos coroas, o contrário dos caretas!




Olá pessoal, tudo bem? <3

Hoje é dia de resenha!!! E na verdade estou muito animada com minhas leituras. Por mais que no último post eu tenha falado que meus livros físicos estão acabando, estou experimentando o Kindle Unlimited, que é um aplicativo de livros, como se fosse um Netflix, você têm um mês grátis para testar e nesse tempo você tem uma lista imensa de livros disponíveis. Vale a pena conferir: www.amazon.com.br

Mas, vamos a resenha em si :D Nunca tinha lido nada do Pedro Bandeira, adquire esse livro em uma Troca de Livros da minha faculdade e me surpreendi com a história.

Como vemos na sinopse, o livro gira em torno de um grupo chamado os Karas, que na verdade deu início a uma série de livros ( 5 no total), mas com histórias independentes, onde em cada livro o grupo tem uma nova aventura ( nem posso falar que já quero para agora os outros livros).

Falando da história desse livro, gostei muito da construção que ela teve, cheia de suspense e que nos prende no início ao fim.

Os personagens são bem criados, com personalidades bem distintas o que faz o livro ser bem real.

O desenvolvimento da história foi muito boa, mas acredito que se tivesse descoberto esse livro quando mais nova, com certeza teria entrado no mundo da leitura a muito mais tempo.

" Eu só entendo que a minha capacidade de criticar tudo o que ouço e vejo e a minha capacidade de contestar tudo o que descubro de errado é o que fazem de mim um ser humano."
Página 127

Além de uma história bem fechada, temos uma denúncia social explícita no livro, que é essa capacidade crítica de ver o mundo, que muitas pessoas tentam nos roubar. A capacidade de enxergar além do que nos mostram, e não nos conformar com qualquer coisa.

Por lições tão reais e uma leitura fluída e fácil, diria que este livro é uma ótima jogada de influencia para professores para alunos do ensino Fundamental e Médio.

Como amo indicar livros de que gostei :D Então gente, leiam e indiquem, principalmente para adolescentes e jovens que não tem o costume de ler, é um ótimo começo e ainda mais que é literatura Brasileira :)

Beijos, até a próxima <3

Tag: Senhora? Volta aqui!

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Pensa na felicidade da pessoa aqui, por ter sido marcada pela primeira vez para fazer uma tag haha! Fui tagueada pela Izabela Lopes ( Blog- Brincando de escritora), e fiquei muito feliz, então vim trazer essa tag, que foi criada pela Carolina do Blog a Colecionadora de Histórias, e que foi baseada naquele vídeo bem engraçado e que ficou bem famoso.

Mas chega de enrolação e vamos para a Tag :D

1- Desafio! - Encontre um livro com uma jornalista na história e deixe a sinopse:

Ela não bem uma jornalista haha, na verdade é uma colunista em um jornal, mas como não achei em minhas leituras um livro com uma jornalista, acho que esse vale ;)




Sinopse

Há três anos, a colunista Theresa Osborne se divorciou do marido após ter sido traída por ele. Desde então, não acredita no amor e não se envolveu seriamente com ninguém. Convencida pela chefe de que precisa de um tempo para si, resolve passar férias em Cape Cod. Durante a semana de folga, depois de terminar sua corrida matinal na praia, Theresa encontra uma garrafa arrolhada com uma folha de papel enrolada dentro. Ao abri-la, descobre uma mensagem que começa assim: “Minha adorada Catherine, sinto a sua falta, querida, como sempre, mas hoje está sendo especialmente difícil porque o oceano tem cantado para mim, e a canção é a da nossa vida juntos.”

Comovida pelo texto apaixonado, Theresa decide encontrar seu misterioso autor, que assina apenas “Garrett”. Após uma incansável busca, durante a qual descobre novas cartas que mexem cada vez mais com seus sentimentos, Theresa vai procurá-lo em uma cidade litorânea da Carolina do Norte. Quando o conhece, ela descobre que há três anos Garrett chora por seu amor perdido, mas também percebe que ele pode estar pronto para se entregar a uma nova história. E, para sua própria surpresa, ela também.

Unidos pelo acaso, Theresa e Garrett estão prestes a viver uma história comovente que reflete nossa profunda esperança de encontrar alguém e sermos felizes para sempre.


2- Sorria, você está sendo filmado!- O livro que você está lendo no momento:

Leitura super engraçada e cativante! Esperem resenha em breve ;)




3- Utilidade pública!- Uma trilogia/série/saga que deveria ser de conhecimento geral:

A primeira série que li, e que é tão empolgante e apaixonante! ( o quinto livro " A Coroa" será lançado em Maio de 2016)




4- Ritual sagrado! Cite um livro que você releu e por quê:

Ainda não reli nenhum livro, pois minha lista de não-lidos era grande :/, mas acho que vale citar um que tenho vontade de reler, certo?

Então, sem dúvidas quero reler A culpa é das estrelas, quero ver se minha experiência de leitura será a mesma :)




5- Batendo o ponto!- Um livro que você leu por obrigação, ou somente porque "estava na moda":

Como leitura obrigatória para o vestibular, li esse livro e odiei, foi a leitura mais lenta e agonizante :S ( embora, outras leituras para o vestibular eu tenha amado)




6- Enrolando no bosque!- Um livro que você demorou muito para ler:

Demorei muito mas amei! É uma das histórias favoritas da minha vida, mas como é o volume único, li todas as crônicas de uma vez, e demorei alguns meses haha




7- Pega na mentira!- Cite uma personagem "cara de pau":

No mundo de A Seleção, Celeste. Quem leu sabe como ela foi cara de pau e uma dissimulada ( embora depois...)




8- Cite um autor não muito conhecido que deveria ser homenageado:

David Nicholls, deveria ser mais conhecido, pois escreveu uma história linda em Um Dia.




9- Profissão: Leitor!- Um que livro que você abandonou ou que te decepcionou totalmente:

Abandonei mesmo! Livro bem chato, detalhista e bem confuso ( sem contar que são 719 páginas :O ).




10- Redundância!- Um livro que você considera "mais do mesmo":

Embora seja do Nicholas, achei esse bem fraquinho. Utiliza elementos bem presentes em outros livros, então... :S




11- Ninguém pode saber!- Um livro da estante que você esconderia de tão precioso:

Não dá para citar outro que não seja o seu livro favorito, né? Então:




12- Eu nunca fiz isso!- Um livro que você tem vergonha de ter lido:

Sinceramente, não tenho vergonha de nenhum livro dos que eu li :)


13- Cooorre! - Um livro/autor que você não leria de jeito nenhum:

Sem interesse algum e sem preconceito com quem leu e gosta ;) Mas eu não leria nem por nada.




14- Atrás dela!- Cite uma personagem determinada:

Nossa queria Katniss Everdeen me inspira! Amo a personalidade dela, e para mim ela é a determinação em pessoa!




15- Um autor que você perseguiria até não aguentar mais:

Perseguiria a Kiera Cass por motivos de: você criou a primeira série que li e amei.




Era isso gente!!! Tag bem engraçada e divertida de se fazer. Espero que vocês tenham se divertido e gostado das indicações!

PS: Comentem aqui tags que vocês gostariam de ver aqui no blog ;)

Beijos.

Resenha: O estranho caso do cachorro morto

quinta-feira, 22 de outubro de 2015


Sinopse (Skoob): Christopher John Francis Boone sabe de cor todos os países do mundo e suas capitais, assim como os números primos até 7.507. Gosta de animais mas não entende nada de relações humanas. Adora listas, padrões e verdades absolutas. Odeia amarelo e marrom e, acima de tudo, odeia ser tocado por alguém.

Christopher Boone tem 15 anos e sofre de síndrome de Asperger, uma forma de autismo. Um dia, christopher encontra Wellington, o cachorro da vizinha morto no jardim. É acusado de assassinato e preso. Depois de uma noite na cadeia, decide descobrir quem matou o animal, e, inspirado no seu personagem fictício favorito, o impecavelmente lógico Sherlock Holmes, escreve um livro, relatando suas investigações.

Olá pessoas, tudo bem? <3

Hoje trago mais uma resenha para vocês. Bom, quando comecei ler esse livro, confesso que estava sem expectativas, ainda mais porque era um dos últimos livros da minha lista de "não- lidos". Pois é, finalmente cheguei naquela fase onde os leitores não tem mais livros para ler haha. Preciso urgentemente ir as compras, ou ganhar uns de presentes hehe :) Mas, chega de enrolação e vamos a resenha, porque por mais que não tenha sido um livro tão desejado, foi muito bom para a minha experiencia como leitora.

Como podemos ver na sinopse, o livro é narrado pelo Christopher, que sofre da Síndrome de Asperger, e é a primeira vez que leio um livro narrado por um autista.

Me surpreendi, pois a narrativa é bem leve e fluída, pois ele é um adolescente objetivo e simples.
" ... É como quando você está aborrecido e aperta o rádio no ouvido e o sintoniza entre duas estações, assim tudo que sai é um chiado, que nem um barulho vazio, e então você aumenta o volume, aumenta muito, para só ficar ouvindo o chiado e então você sabe que está seguro porque não pode ouvir mais coisa nenhuma."
Página 16/17

Além de você se aventurar no mistério que ele quer resolver, você é deliciado pelos pensamentos e a forma que ele vê o mundo. Ele é extremamente inteligente, e ama matemática ( bem ao contrário de mim haha), e nos surpreende a cada atitude.
"... Acho que números primos são como a vida. Eles são muito lógicos, mas a gente nunca descobre quais são as regras, mesmo se passar o tempo todo pensando neles."
Página 23

Um trecho do livro que me tocou muito, e que mudou minha forma de pensar, mas também a forma de pensar de pessoas que sofrem de qualquer doença, foi esta:
" Porque amar alguém é ajudá-lo quando ele está com problemas, tomar conta dele, falar sempre a verdade, e o Pai toma conta de mim quando estou com problemas, como quando foi atrás de mim, no distrito policial, cozinha para mim e sempre me diz a verdade, o que significa que ele me ama."
Página 121

Isto me tocou de uma forma que nem sei explicar. Definir amor com essas palavras, me mostrou que muitas vezes nem pessoas "normais" conseguem definir coisas em suas vidas. É tão louco que me peguei pensando que nem eu já consegui definir amor com tanta destreza. Christopher não só nos mostra nesse trecho que o amor é formado por simplicidade, como também quão incrível e super capaz pode ser uma pessoa que sofre de alguma doença.

Além de o livro tratar desse tema e mostrar as conquistas e barreiras que o Christopher passa ao longo do livro, ele também trata de questões familiares bem complexas, que na cabeça do menino, é bem mais simples. Achei isso incrível, pois mostrou algo bem real.

Dei quatro estrelas para o livro, porque por mais que eu tenha amado, achei que faltou algo, não sei o que foi, por isso tirei uma estrela. Mas nada que tenha sido tão relevante para tirar o foco de quão brilhante é o livro.
" ... o que quer dizer que eu posso fazer qualquer coisa."
Página 283

Era isso gente, leiam esse livro, e alias qualquer outro que trate de algum tipo de doença, pois é muito bom entrar nesse universo, sua cabeça muda. Seu modo de pensar muda. Você muda. É incrível e não vejo a hora de procurar mais livros sobre o tema.

Beijos :D

Crônica: Na beira da praia

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Da série de crônicas que também compartilho aqui no blog, hoje trago uma muito especial que surgiu esses últimos dias. Ela é bem pequena, porém tem muito significado. Acho que a simplicidade é a chave em alguns textos.

Espero que gostem ;)



Andando na beira da praia, naquela noite quente, tudo o que pude pensar é que estava feliz. Ele me fazia feliz.

Quando estávamos de mãos dadas, longe de tudo, sozinhos, descobri que a beleza do amor é feita por momentos simples. Leves.

Uma caminhada na praia pode significar nada para alguns, mas para outros pode significar a certeza de uma vida feliz. A certeza de ser verdadeiro. Único. Para sempre.

É claro que naquela noite disse que o amava. Pois, se as palavras movem o mundo, elas também criam laços. Aquela caminhada na praia me mostrou que laços são feitos por pessoas que decidem se amar. E se o amor é uma decisão, eu já tomei a minha.

Top 5: Livros mais desejados

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Hoje trago uma novidade aqui para o blog! Resolvi fazer alguns tops 5, relacionados a livros, séries e outros assuntos.

Os posts vão acontecendo ao longo dos meses, e farão parte da programação de conteúdos aqui para o blog. Espero que gostem :)

Como primeiro Top 5, trouxe os livros que mais desejo nos últimos tempos:


1- A LISTA NEGRA- JENNIFER BROWN



É o livro mais recomendado pela Pam Gonçalves e que morro de vontade de ler. É um livro que fala sobre bullying e sobre o processo que a protagonista enfrenta após uma grande tragédia.


2- FELIZES PARA SEMPRE- KIERA KASS



Este livro da minha querida Kiera, vai reunir contos sobre a Seleção narrados em outras visões como: O Príncipe e o Guarda, A Rainha, A Favorita, entre outros.

O livro também traz ilustrações da história e eu mal posso esperar para comprá-lo, pois foi lançando esse mês <3


3- OS BONS SEGREDOS- SARAH DESSEN



Outra recomendação da Pam <3

É uma história que fala de uma protagonista que vive a margem do irmão, e que não é protagonista da sua própria história. Imagino ser um livro maravilhoso.


4- UM ANO INESQUECÍVEL



Como quero ler esse livro <3

Conheço a escrita da Bruna Vieira e sou apaixonada, então não poderia deixar de ler esse livro, que é composto por contos de várias autoras, cada qual narrado em uma estação do ano: Paula Pimenta ( inverno), Babi Dewet (outono), Bruna Vieira ( primavera), Thalita Rebouças ( verão).

Sem contar que é uma oportunidade de conhecer novas autoras nacionais, principalmente a Paula Pimenta ( autora da famosa série Fazendo Meu Filme).


5- LIGAÇÕES- RAINBOW ROWELL



Nunca li nenhum livro da autora, mas sei que os livros dela são incríveis. Mas, o que mais me chamou a atenção foi esse. Conta a história de um casal que está com o casamento estagnado, e que parece estar em segundo plano. Até que a protagonista acha uma maneira de se comunicar com marido no passado. E assim surge a dúvida de mudar o passado entre outras coisas. Parece um livro sensacional.


Era isso gente, espero que tenham gostado do primeiro Top 5.

Até a próxima! <3

Beijos.

Resenha: O lado feio do amor

terça-feira, 13 de outubro de 2015


Sinopse (Skoob): Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.

Olá gente, tudo bem com vocês? <3

Hoje, trago uma resenha super especial!

Collen Hoover já está no meu coração, li Um caso Perdido no começo desde ano e me apaixonei ( livro da mesma autora e que farei uma resenha mais para frente), e então a Pam Gonçalves, que é minha Youtuber favorita, criou um projeto juntamente com a Bel, para discussão de livros, o "PamdeBel BookClub" , e o primeiro livro de discussão será O lado feio do amor. Estou participando do projeto e venho trazer minha opinião sobre esse livro que eu amei.

Os livros da Collen Hoover sempre são carregados de emoção, não tem como você não se envolver com os personagens. A leitura é fluída e eu o li em três dias, porque não tem como pensar em outra coisa até você concluir a história.

" Às vezes é fácil esquecer o quanto você sente saudade de alguém até ver essa pessoa novamente."

Página 33

A proposta do livro é muito boa, fiquei curiosa para saber qual era o outro lado do amor, o lado que não se vê em fotos, e que é pouco falado. Queria conhecer esse lado que fez Miles Archer abrir mão do amor. Como sabemos a relação de Tate e Miles é puramente física, o que traz no livro cenas BEM intensas, e tudo o que sabemos é que não dará certo.

" Às vezes seguir em frente é... a única maneira de seguir em frente."

Página 41

O livro traz além da narrativa que acontece atualmente, o passado de Miles. São nessas passagens que vamos descobrindo o que o fez abrir mão de tudo. O que arrancou seu espírito ( como diz o Cap, o senhorzinho mais fofo do mundo <3). Com isso a narrativa fica ainda mais envolvente. E também Collen narrou essas passagens como se fossem poemas, o que deixou a narrativa intensa e bonita.

>" E percebi... bem agora... que Deus nos dá a parte feia para que possamos dar valor à parte bonita da vida."

Página 148

Quando finalmente descobrimos o que houve, o nosso coração se quebra. Tudo faz sentido, e tudo o que queremos é tirar Miles de sua dor.

Tate sofre muito ao longo do livro, pois não entende as atitudes de Miles, e no começo nós também não entendemos, e até o odiamos um pouco, mas depois tudo o que nos resta é olhar para ele com dor. Enquanto lemos, sentimos junto sua dor. É incrível o poder de intensidade, chorei horrores.


" Sei que a ideia de confrontar o passado o deixa apavorado. É algo que apavora todo homem. Mas, às vezes, não é algo que fazemos por nós mesmos. É algo que fazemos pelas pessoas que amamos mais do que a nós mesmos."

Página 302

O final do livro é mais do que eu esperei, meio que compensa a dor que você sentiu ao longo da história.

Foi um livro que me ensinou, que podemos passar por cima de certa coisas para dar valor as partes boas. Que uma hora essa parte feia vai te alcançar, mas você também é forte o suficiente para enfrentá-la. E mais, a parte bonita do amor supera a dor, sempre. Pode demorar um pouco, mas você vai querer sentir o que o amor perfeito causa em você.

" São os momentos bonitos como esse que fazem valer a pena o amor feio."

Página 332

Era isso gente, espero que tenham gostado. LEIAM ESSE LIVRO O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL, garanto que vão gostar muito! <3

Beijos

Tag: Amantes de livros

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Hoje trago a primeira tag do blog <3. Ela foi criada pela Ingrid ( Blog Diário da Mãe e da Filha ), e eu resolvi responder hoje.

Espero que curtam!

1- Livro que está lendo no momento:

Estou lendo dois livros da Faculdade, A Língua de Eulália- Marcos Bagno, e Aula de Português- Irandé Antunes.






2- Último livro que leu:

O meu mais queridinho O lado feio do amor da Collen Hoover ( postarei uma resenha semana que vem <3).




3- Escritora preferida:

É sempre difícil escolher uma, mas como é a autora da primeira série que li, e também que sou apaixonada, escolho minha querida Kiera Kass.




4- Escritor preferido:

Sem dúvidas, Nicholas Sparks <3




5- Pra você, um livro perfeito...

Tem que me trazer uma mensagem que mude algo em minha vida. Pode ser meu modo de pensar, meu modo de agir, enfim tem que mudar algo dentro de mim.


6- Um livro que merece ser lido várias vezes:

O Casamento do Nicholas Sparks, é meu livro favorito do autor, pena que não é muito conhecido :/ Deveria ser lido várias vezes pois traz uma mensagem linda sobre recomeço ( vou fazer uma resenha mais para frente, prometo *-* ). Um dos meus dois livros favoritos da vida.




7- Uma história de amor:

Um Dia do David Nicholls. Emma e Dexter estarão para sempre no meu coração. Livro incrível que narra 20 anos desta história linda.




8- Um guia de viagem:

Nunca li haha.


9- Um livro que poderia ter sido melhor:

Água para elefantes da Sara Gruen, foi um livro que eu esperava um pouco mais. Demorei bastante para ler, com certeza poderia ter sido melhor.




10- Um livro que te fez chorar:

Voltarei para Collen Hoover hehe. Um caso perdido mexeu com minhas estruturas, chorei MUITO! Leitura super envolvente que te arranca rios de choro.




11- Livro mais rápido de ler:

Para mim, todos os livros do John Green são rápidos e de leitura fluída. Então, vou destacar o meu querido Quem é você, Alasca? ( tenho que fazer uma resenha dele, tenho dúvida do meu preferido, está entre ele e A culpa é das estrelas :D).




Era isso gente! Amei fazer essa tag, e sempre postarei novas por aqui.

Beijos.

Resenha: A outra vida

terça-feira, 6 de outubro de 2015



Sinopse (Skoob): O mundo de Sherry — de uma hora para outra — mudou completamente. Por causa de um vírus muito contagioso, as pessoas que ela costumava conhecer, e quase todas as pessoas de sua cidade, Los Angeles, na Califórnia, se transformaram em mutantes assustadores.
Esses mutantes têm uma força excessiva, são ágeis, o corpo é coberto de pelos, eles lacrimejam um líquido imundo e… comem gente! Portanto, não há muito o que fazer — talvez tentar fugir — quando se encontra algum deles.



A outra vida é um livro distópico pós- apocalíptico, e o primeiro livro que realmente leio sobre esse gênero ( embora já conheça esse tema em filmes e séries). Confesso que não sabia nada sobre o livro quando comecei a ler, então a expectativa era zero, porém me surpreendi muito com a narrativa e a história que me envolveram bastante.

Sherry é a nossa protagonista e não é fácil estar na cabeça dela, no começo da história ela não sabe muita coisa sobre o que está acontecendo, então a confusão dela também é a nossa. O livro passa-se depois de um bom tempo que o vírus está instalado no mundo, Sherry e sua família passaram cerca de três anos em um abrigo, até que a comida acaba e eles tem que sair.

" Por que as coisas não podiam ser mais fáceis de vez em quando?"
Página 104

Cada começo de capítulo tem uma passagem onde mostra uma lembrança da outra vida da Sherry, o que nos faz conhecer os personagens e ver como a tragédia mudou a personalidade das pessoas. A narrativa se desenvolve, e é a partir disso que novos personagens aparecem.

Joshua é um dos personagens mais misteriosos do livro, e ao longo da narrativa vamos conhecendo seus medos, seus segredos e é claro que existe aquele romance básico, mas não me empolguei muito, para mim aconteceu rápido demais, o que deixa o romance clichê.

" - Você acha que ainda seremos melhores amigas?

- Claro! Melhores amigas para sempre.

- Para sempre! "

Página 221

O que me deixou bem aflita, foi pensar nos planos que as pessoas constroem e que podem facilmente ser desfeitos, e o livro mostrou isso muito bem. Tudo pode acontecer. Pessoas mudam. O mundo muda. E tudo o que se pode fazer é tentar recomeçar.

O final do livro é promissor, e te dá aquela vontade de ler o próximo, pois esse livro faz parte de uma trilogia :O. Porém, a Novo Conceito que é a editora do livro, não tem previsão de lançar os próximos aqui no Brasil :/. Doeu no meu coração quando eu soube, e só nos resta torcer para a editora lançar aqui.

Bom, era isso pessoal, espero que tenham gostado!

Beijos <3

Crônica: Saudade

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Olá gente, tudo bem? Bom, aqui no blog além de críticas de livros e tags, postarei algumas crônicas, gosto muito de compartilhar pensamentos, coisas que vejo em meu dia a dia, sobre pessoas, sentimentos e sobre a vida.

Então, para começar, vou compartilhar uma crônica que escrevi quando estava no 2° ano do Ensino Médio. Espero que curtam!




E naquela manhã, olhando aquele mar, e a grande imensidão lembrei de suas doces palavras:

- Meu amor, nunca te deixarei, e aqui ao seu lado com meu amor estarei.

Ao olhar, vi que naquele banco estava sozinho, e percebi que aquela promessa não tinha se cumprido. Algo em meu peito cresceu, e minha respiração acelerou, quando em uma lágrima senti sua falta. Então, gritei dizendo:

- Maria! Onde estás? Há uma promessa, eu preciso dela.

E como se fosse uma resposta o sol nasceu, e com toda a sua força, seus raios, percebi que tinhas mesmo partido, não por vontade própria, mas por algo maior.

Pude então respirar fundo e sentir seu cheiro, sentir saudade. E essa saudade significara uma promessa, você tinha existido.

Levantei-me e disse:

- Obrigado Sol, amanhã voltarei, como todos os dias, para que você me diga que ela existiu. Que tenho saudade.